Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Mixto Esporte Clube

Mixto Esporte Clube
Nas origens do Mixto uma mescla de cultura, tradições regionais e esportes praticados por homens e mulheres.

Prefeitura Municipal de Rondonópolis

Prefeitura Municipal de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022

terça-feira, 18 de maio de 2021

Deputado pede apoio do Itamaraty após deportação de pastores

O deputado federal José Medeiros (Podemos) e membros da Frente Parlamentar Evangélica estiveram reunidos com o comando do Itamaraty, nesta segunda-feira (17), para discutir o conflito envolvendo a expulsão arbitrária de pastores da Igreja Universal do Reino de Deus de Angola. Na semana passada, missionários da Universal foram deportados em decorrência de conflitos internos pelo comando da igreja no país angolano. Além da deportação de 34 brasileiros, no último dia 11 de maio, o governo angolano determinou o fechamento de templos da igreja no país.
Na reunião, o ministro das Relações Exteriores, Carlos França, informou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fará contato com o presidente de Angola, João Lourenço, para solicitar que representantes da igreja no Brasil e parlamentares da Bancada Evangélica sejam recebidos pelo governo angolano. “Além da intervenção pessoal do presidente, o Ministério das Relações Exteriores também está tratando do assunto junto com a Embaixada de Angola. Precisamos agir para que essa crise não prejudique a boa relação que o Brasil tem com Angola. Tenho convicção que o governo angolano não compactua com a perseguição religiosa e nem com a violação ao direito de liberdade religiosa”, comenta Medeiros.
Membros da Igreja Universal afirmam que os missionários, que atuavam há décadas em Angola, foram deportados de forma indevida e desrespeitando os princípios do devido processo legal, inclusive a ampla defesa.
Em junho do ano passado, o presidente Bolsonaro enviou uma carta ao presidente angolano externando preocupação com os episódios de invasões a templos e outras instalações da Igreja Universal do Reino de Deus. "Registram-se, ainda, relatos de agressões a membros da Universal, que, em certos casos, teriam sido expulsos das suas residências", escreveu Bolsonaro.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos