PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

VI SIMPÓSIO SOBRE DISLEXIA DE MATO GROSSO – 2021 - MINICURSOS

VI SIMPÓSIO SOBRE DISLEXIA DE MATO GROSSO – 2021 - MINICURSOS
PLATAFORMA EAD DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO Cuiabá - MT.

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

quarta-feira, 19 de maio de 2021

Valdeci Mendes defende a história do enfermeiro Antonio Amaro Ferreira em tese de doutorado

A defesa é pública e pode ser acompanhada nesta quinta-feira (20), pelo google meet.Uma tese de doutorado conta a história do enfermeiro Antonio Amaro Ferreira. Um homem negro, do início do século XX, que em virtude do racismo que alicerçou a fundação e a formação da sociedade brasileira, sofreu investidas de supressão do processo de profissionalização na enfermagem.
Escrito pelo enfermeiro e doutorando Valdeci Silva Mendes, o estudo mostra as restrições e desautorizações em impedimentos à entrada de Antonio Ferreira no mercado de trabalho formalizado. Práticas alinhadas ao silenciamento produzido pela historiografia deste processo, bem como à ocultação da importância desse grupo populacional no desenvolvimento da enfermagem brasileira.
“A história de Antonio Amaro Ferreira explicita processos de estruturação e institucionalização do racismo em ocorrências sistêmicas e funcionais naturalizadas. São observadas exigências raciais para a formação e atuação no mercado profissional de saúde e enfermagem à época. A biografia deste homem exemplifica outras realidades vividas por negros e negras no Brasil avessas às teorias racistas da época que visavam o esquecimento e o silenciamento, o que é inadmissível”, explica Valdeci Mendes.
A tese será defendida quinta-feira (20), em ambiente público e virtual, pela plataforma google meet. Um convite à reflexão para toda sociedade e, principalmente, para os profissionais de enfermagem.
Ficarei honrado com a presença de vocês”, convida Valdeci Silva Mendes que também é técnico em Patologia Clínica e servidor técnico administrativo em Educação na Universidade Federal de Rondonópolis.
SERVIÇO
Defesa de tese: Antonio Amaro Ferreira, negro enfermeiro no século XX em Cuiabá – Contribuição para educação das relações étnico-raciais.
Doutorando: Valdeci Silva Mendes.
Data: 20 de maio, às 8h.
Acesso: meet.google.com/myq-snwm-nbc
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos