Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
AV. CASTELO BRANCO, 2500 - CENTRO SUL, VÁRZEA GRANDE

sexta-feira, 4 de junho de 2021

Dona Jupia Mestre, pioneira em Rondonópolis faleceu nesta sexta-feira

Faleceu nesta madrugada de sexta-feira (04), a senhora Jupia Oliveira Mestre, aos 90 anos de idade.
Deixou 2 filhas Tereza Mestre e Maria Rosilene Mestre, 6 netos, 2 bisnetos. Seu terceiro filho, José Salmen faleceu há alguns anos. Ela é viúva do libanês naturalizado brasileiro José Salmen Hanze, o popular “Zé Turquinho”, que teve forte contribuição para o processo de povoamento e crescimento de Rondonópolis. Dona Jupia, uma das moradoras pioneiras de Rondonópolis, contribuiu muito com o desenvolvimento do município, sendo considerada uma mulher à frente do seu tempo.
Seu marido inicialmente trazia querosene e gasolina, por meio do rio, para vender em Rondonópolis, e dona Jupia vendia terrenos com preços abaixo do mercado, com o objetivo de atrair moradores para a região.
Jupia também foi uma grande filantropa, pois doou alguns terrenos dos cerca de 45 mil hectares, 1/8 de Rondonópolis, que possuía, locais onde estão as escolas Joaquim Nunes Rocha, Salmen Hanze, antigo Guerino Bertoni, parte do Cesur, Senai, Escola da Vila Mamede, Escola Rural do Lajeadinho e Queixada, Escola Rural Aeroporto, Escola no Ponto Chique, Escola no Auto Bandeirantes. Inclusive procedeu a doação de expressivo tamanho de área para a formação do primeiro distrito industrial de Rondonópolis e do antigo aeroporto municipal.
Doou também as áreas para a construção da Santa Casa de Misericórdia, para o Departamento Nacional de Estradas e Rodagens (DNER), hoje DNIT, para Polícia Rodoviária Federal, Batalhão da Polícia Militar na BR-364, Fundação Mato Grosso, residência dos comandantes do Exército de Rondonópolis, estação rodoviária de Rondonópolis, 50% do Caiçara Tênis Clube, do quartel do Exército em Rondonópolis, da delegacia da Polícia Federal, do Hospital Paulo de Tarso, da sede do Rotary e Maçonaria, próximo à Santa Casa e para clubes de lazer de diversas categorias profissionais, entre outros.
Ainda em vida, dona Jupia sempre dizia que a grande contribuição deixada para Rondonópolis é a ajuda à sociedade, aos menos favorecidos. “Eu ajudo todo muito, às vezes não posso dar muito”. Inclusive, reforçava dizendo que gostaria de ser lembrada por ter muitos amigos e ser considerada mãe de muitos.
A despedida de dona Jupia será realizada nesta sexta-feira, às 11h, em uma sala dentro do Cemitério Vila Aurora, em Rondonópolis, onde também ocorrerá o enterro, às 16h.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos