PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

CRECI-MT

sexta-feira, 4 de junho de 2021

Dona Jupia Mestre, pioneira em Rondonópolis faleceu nesta sexta-feira

Faleceu nesta madrugada de sexta-feira (04), a senhora Jupia Oliveira Mestre, aos 90 anos de idade.
Deixou 2 filhas Tereza Mestre e Maria Rosilene Mestre, 6 netos, 2 bisnetos. Seu terceiro filho, José Salmen faleceu há alguns anos. Ela é viúva do libanês naturalizado brasileiro José Salmen Hanze, o popular “Zé Turquinho”, que teve forte contribuição para o processo de povoamento e crescimento de Rondonópolis. Dona Jupia, uma das moradoras pioneiras de Rondonópolis, contribuiu muito com o desenvolvimento do município, sendo considerada uma mulher à frente do seu tempo.
Seu marido inicialmente trazia querosene e gasolina, por meio do rio, para vender em Rondonópolis, e dona Jupia vendia terrenos com preços abaixo do mercado, com o objetivo de atrair moradores para a região.
Jupia também foi uma grande filantropa, pois doou alguns terrenos dos cerca de 45 mil hectares, 1/8 de Rondonópolis, que possuía, locais onde estão as escolas Joaquim Nunes Rocha, Salmen Hanze, antigo Guerino Bertoni, parte do Cesur, Senai, Escola da Vila Mamede, Escola Rural do Lajeadinho e Queixada, Escola Rural Aeroporto, Escola no Ponto Chique, Escola no Auto Bandeirantes. Inclusive procedeu a doação de expressivo tamanho de área para a formação do primeiro distrito industrial de Rondonópolis e do antigo aeroporto municipal.
Doou também as áreas para a construção da Santa Casa de Misericórdia, para o Departamento Nacional de Estradas e Rodagens (DNER), hoje DNIT, para Polícia Rodoviária Federal, Batalhão da Polícia Militar na BR-364, Fundação Mato Grosso, residência dos comandantes do Exército de Rondonópolis, estação rodoviária de Rondonópolis, 50% do Caiçara Tênis Clube, do quartel do Exército em Rondonópolis, da delegacia da Polícia Federal, do Hospital Paulo de Tarso, da sede do Rotary e Maçonaria, próximo à Santa Casa e para clubes de lazer de diversas categorias profissionais, entre outros.
Ainda em vida, dona Jupia sempre dizia que a grande contribuição deixada para Rondonópolis é a ajuda à sociedade, aos menos favorecidos. “Eu ajudo todo muito, às vezes não posso dar muito”. Inclusive, reforçava dizendo que gostaria de ser lembrada por ter muitos amigos e ser considerada mãe de muitos.
A despedida de dona Jupia será realizada nesta sexta-feira, às 11h, em uma sala dentro do Cemitério Vila Aurora, em Rondonópolis, onde também ocorrerá o enterro, às 16h.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos