PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

Hospital Estadual Santa Casa

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

sexta-feira, 20 de agosto de 2021

Talibã caça dissidentes de porta em porta, diz relatório

Texto produzido para a ONU alerta que radicais islâmicos fazem buscas contra supostos colaboradores do governo deposto, apesar das garantias de que não haveria represálias. Um relatório produzido para as Nações Unidas alerta que o Talibã está conduzindo buscas direcionadas contra supostos colaboradores do governo afegão deposto – apesar das garantias dos radicais islâmicos de que não realizariam represálias.
O texto alerta que os talibãs estão ameaçando abertamente familiares enquanto procuram por indivíduos que eles acreditam ter colaborado com o governo deposto ou com forças lideradas pelos Estados Unidos. A caçada vem ocorrendo de porta em porta, segundo o documento.
"Particularmente em risco estão os indivíduos em posições centrais em órgãos militares, policiais e unidades de investigação", diz o relatório confidencial de quatro páginas do Centro Norueguês para Análises Globais (RHIPTO).
O chefe do think tank, Christian Nellemann, desmentiu as garantias dos talibãs de que não retaliarão os oponentes. "Eles estão simplesmente tentando mantê-los no lugar, a fim de prendê-los", disse ele à agência de notícias alemã DPA.
De acordo com o relatório, o Talibã mapeou o paradeiro de indivíduos que querem prender antes de tomar as maiores cidades. Eles prendem ou ameaçam membros da família se as pessoas não se renderem, acrescenta, citando como prova o que parece ser uma carta do Talibã a um ex-oficial de segurança afegão de alto escalão.
Vítima na DW
Funcionários da imprensa e suas famílias também estão sendo vítimas da repressão dos extremistas. Nesta quinta-feira foi reportado que talibãs assassinaram um membro da família de um jornalista da DW e deixaram outro parente gravemente ferido. Os islamistas vasculhavam casa a casa em busca do profissional de imprensa, que trabalha atualmente na Alemanha. Outros membros da família do jornalista conseguiram escapar no último minuto e estão em fuga.
O relatório diz que o foco ocidental nos esforços de repatriação está permitindo ao Talibã alvejar os afegãos e alerta para um bloqueio do perímetro externo de Cabul nos próximos dias. Ele cita a possibilidade de execuções públicas como o pior cenário, assim como uma possível perseguição de ocidentais críticos do Talibã.
Desespero no aeroporto
Enquanto isso, aumentava nesta sexta-feira (20/08) o sentimento de desespero dentro e no entorno do aeroporto de Cabul, enquanto as pessoas se aglomeravam nas áreas civis e militares do lugar, tentando uma chance de escapar do país após a tomada do Talibã e antes da partida das forças ocidentais.
Em meio ao caos e confusão, um cidadão alemão foi ferido por um tiro a caminho do aeroporto, disse um porta-voz do governo alemão. O homem recebeu atendimento médico e foi preparado para embarcar num avião.
Centenas de pessoas se aglomeravam em torno da entrada do setor civil do aeroporto, localizada em uma grande rotatória, tentando entrar no complexo, testemunhas disseram à agência de notícias DPA.
Os combatentes do Talibã dispararam tiros para o ar e usaram chicotes para tentar afastar as pessoas.
Como o Talibã controla e bloqueia o acesso ao aeroporto civil, as pessoas também tentam entrar na seção militar.
A emissora CNN mostrou imagens de soldados americanos disparando armas para o ar
para repelir as multidões.
A pressão está crescendo em parte devido ao prazo dos Estados Unidos para concluir a retirada de suas tropas até 31 de agosto. Outros países que correm para retirar seus cidadãos dependem do apoio e da segurança fornecidos pelas forças dos EUA.
A embaixada alemã informou nesta sexta-feira que a situação no aeroporto de Cabul era extremamente confusa e afirmou que havia repetidos confrontos armados nos portões do lugar.
Queda do avião
A principal autoridade esportiva do Afeganistão confirmou nesta quinta-feira a morte de um
jovem jogador de futebol que caiu de um avião dos EUA na tentativa de escapar.
Zaki Anwari, um jogador de 19 anos da seleção juvenil de futebol do Afeganistão, "perdeu a vida em um trágico acidente", segundo informação postada nas mídias sociais pela Diretoria Geral de Educação Física e Esportes.
"O falecido Anwari estava entre centenas de jovens que tentavam deixar o país. Ele caiu de um avião militar dos EUA e perdeu a vida", acrescentou a autoridade do esporte.
md/ek (DPA, AFP, Reuters)cp
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos