PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

Hospital Estadual Santa Casa

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

IPF-MT avalia indicativo e aponta sinal positivo para controle da inflação

O Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio-MT (IPF-MT) destaca uma informação importante que indica um sinal positivo para a contenção da inflação no país. O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10), da Fundação Getúlio Vargas (FGV), apresentou recuo de 0,37% no mês, após ter aumentado 1,18% em agosto.
Segundo análise do Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio (IPF-MT), o recuo foi influenciado pela forte queda nos preços dos minérios de ferro e dos commodities, o que tem ajudado a puxar para baixo o índice geral. “Apesar de o índice acumular alta de 16,88% no ano e de 32,84% em 12 meses, é uma boa notícia, pois isso mostra que o mercado está se autorregulando. O Banco Central estima que a Selic (taxa básica de juros) fique em 8,25% até o final do ano com o objetivo de conter a disparada da inflação, entretanto, esse índice sinaliza para o controle da inflação”, explica o superintendente da Fecomércio-MT, Igor Cunha.
Segundo ele, o Banco Central deveria levar em consideração os índices apresentados pela FGV para rever alteração da taxa Selic. “Se os preços estão se ajustando, como mostra o IGP-10, não há motivo para a Selic ser aumentada, o que vai inibir o consumo em um período que a economia está crescendo no Brasil, e especialmente em Mato Grosso”.
Igor Cunha completa, ainda, que a inflação não tem prejudicado a expectativa de consumo das famílias. A pesquisa que monitora a Intenção de Consumo das Famílias (ICF), em Cuiabá, apresentou a quarta alta consecutiva em setembro e já soma 10,7% de aumento. “As datas comemorativas do segundo semestre ajudam a reforçar o bom momento do comércio. A expectativa de aumento nas vendas até o final do ano deve se elevar ainda mais, apesar das altas inflacionárias observadas também nos últimos meses”.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos