Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Mixto Esporte Clube

Mixto Esporte Clube
Nas origens do Mixto uma mescla de cultura, tradições regionais e esportes praticados por homens e mulheres.

Prefeitura Municipal de Rondonópolis

Prefeitura Municipal de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022

terça-feira, 21 de dezembro de 2021

INCLUSÃO: Conheça monumentos históricos de Cuiabá em audioguia com audiodescrição

Nas plataformas a partir desta quinta-feira (23). O projeto de audiodescrição (AD) foi contemplado em edital da Lei Federal Aldir Blanc, executado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (SECEL).
No próximo dia 23 de dezembro, o projeto Capital – Circuito Monumental Audiodescrito pela Inclusão, Tradução é Autonomia e Liberdade já estará disponível nas principais plataformas de áudio gratuitamente. Oito monumentos históricos da cidade de Cuiabá se tornam protagonistas de um audioguia com acessibilidade, dividido em oito episódios. A live de apresentação do projeto acontece dia 23 de dezembro, a partir das 14h com transmissão via perfil do instagram @circuitocapital. O projeto de audiodescrição (AD) foi contemplado em edital da Lei Federal Aldir Blanc, executado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (SECEL).
Foi pensando na acessibilidade de pessoas com deficiência visual e também com Transtorno do Espectro Autista, disléxicas, idosos e com deficiência intelectual que a proponente e também voz do projeto, a audiodescritora e comunicóloga Thayana Bruno criou o audioguia.
“Queremos propor não apenas uma visita, mas a criação de um vínculo de afetividade com essas obras e essas personagens, com a nossa história e ao mesmo tempo, discutir a acessibilidade. A segregação das pessoas com deficiência dos espaços e experiências é a regra até o momento, por isso o projeto quer também suscitar o debate sobre a inclusão que precisamos buscar como sociedade”, explica Thayana Bruno.
Monumento do Índio Pescador, Monumento aos Bandeirantes ou Monumento à Cidade, Busto do Almirante Augusto Leverger, estátuas de Mãe Bonifácia e Maria Taquara, Monumento Ulisses Guimarães, Escultura da Chacina do Beco do Candeeiro, representação da cultura popular com o Monumento à Viola de Cocho, Cururueiros e Dançarinos de Siriri são as personagens escolhidas para contar, de forma cronológica, parte da história regional, que por meio da audiodescrição, vai tomando forma no imaginário do ouvinte. As palavras ganharão textura de aço, bronze, cerâmica, contornos de rostos e formas de objetos que são parte da construção das identidades e da realidade social cuiabanas.
Durante a live de apresentação do projeto no dia 23 de dezembro, Thayana Bruno e a consultora em audiodescrição, Cida Leite, falarão sobre o processo de elaboração e execução do projeto, acessibilidade nos grandes centros urbanos e acesso de pessoas com deficiência ao conteúdo cultural e de entretenimento. O público também poderá fazer perguntas durante a live, que serão respondidas ainda durante a transmissão.
Cida Leite é consultora em audiodescrição (AD). Ela perdeu totalmente a visão aos 9 anos de idade e acrescenta ao projeto toda sua experiência com o tema acessibilidade e também sua sensibilidade na composição das informações fundamentais para orientação das pessoas com deficiência no material audiodescritivo.
“Projetos como este encorajam as pessoas a conhecer e reconhecer esses espaços históricos, muitas delas têm o anseio em conhecer, mas não frequentam, porque têm medo. A importância desse projeto é essa, é trazer acessibilidade física por meio da acessibilidade comunicacional”, compartilha com propriedade Cida Leite.
Com linguagem e sonoridade autoral exclusivas, a proposta é alcançar o público com deficiência visual, mas não unicamente, e sem distinção de idade, já que inclusão é palavra de ordem na construção dessa ideia.
Além do lançamento do material pela Internet, uma cartilha acessível será distribuída para instituições e entidades que atendem especificamente pessoas com deficiência visual, escolas públicas, Institutos Federais e Universidades Públicas, contextualizando o recurso da audiodescrição, refletindo sobre acessibilidade de inclusão e levando informações sobre o audioguia.
O projeto também se coloca como alternativa de entretenimento cultural em momento de pandemia. Pessoas do grupo de risco ou simplesmente aquelas que querem diminuir os riscos de contágio da COVID-19 podem conhecer os monumentos sem sair de casa e construir, por meio da audiodescrição, a imagem de cada um, além de saber mais das histórias e identidades locais.
O Circuito Capital será disponibilizado para todo o público, gratuitamente, nas principais plataformas de streaming e conta com perfil oficial no Instagram e página no Facebook. Para saber mais, acompanhe pelo @circuitocapital.
Ficha Técnica:
Coordenação, Roteiro, Narração e Mixagem: Thayana Bruno
Consultoria: Cida Leite
Pesquisa e Historiografia: Gus Lima
Trilha Sonora Original: Karola Nunes
Identidade Visual: Priscila Wolff
Fotografia: Karen Malagoli
Assessoria de Imprensa: Naiara Leonor
Mídias Sociais: Larissa Sossai
Produção Executiva: Karina Figueredo
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos