Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
AV. CASTELO BRANCO, 2500 - CENTRO SUL, VÁRZEA GRANDE

quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

SAÚDE: Ozonioterapia: método ganha espaço na área da estética em Mato Grosso

Tratamentos estéticos faciais e corporais contam diversos benefícios da ozonioterapia. Quando se fala em ozônio, a primeira coisa que costuma vir à mente é o gás responsável pela camada protetora da Terra que age como um filtro da energia ultravioleta (UV), certo? Contudo, com o avanço da ciência, outro tipo de ozônio foi descoberto e segue ganhando espaço por seus benefícios em diversas áreas. Trata-se do ozônio medicinal, cuja aplicação terapêutica – a ozonioterapia – conquista cada vez mais adeptos na estética, inclusive em Mato Grosso.
Conforme explica a esteticista cosmetóloga Albenita Jalles, especialista em estética avançada, antes de tudo, é preciso entender no que consiste a ozonioterapia. “O método utiliza uma combinação personalizada de gás ozônio com oxigênio medicinal, em proporção de acordo com a finalidade, que pode ser aplicada por diversas vias: intravenosa, intramuscular, subcutânea ou tópica. Atualmente, é muito procurado para tratamentos estéticos faciais e corporais no Estado”.
Albenita complementa que a ozonioterapia na estética traz uma infinidade de benefícios. “Há uma grande variedade de indicações. Afinal, a ozonioterapia contribui com a melhora da circulação sanguínea e linfática; quebra das células de gordura; liberação de fatores de crescimento que promovem a regeneração dos tecidos; estímulo à produção de enzimas antioxidantes; controle dos processos inflamatórios; e vasodilatação pela liberação de óxido nítrico”.
Um exemplo de utilização da ozonioterapia é no combate à gordura localizada. “O ozônio tem a capacidade de oxidar os lipídios, o que inclui aqueles que compõem a membrana que reveste as células de gordura (adipócitos). Sendo assim, a ozonioterapia pode ser aplicada nas regiões de gordura localizada – como, por exemplo, abdômen, flancos, coxas, nádegas e papada, etc. Isto resulta na quebra dos adipócitos, o que facilita sua posterior eliminação pelo corpo. O importante é procurar um profissional capacitado, que irá definir a melhor abordagem”.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos