Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Mixto Esporte Clube

Mixto Esporte Clube
Nas origens do Mixto uma mescla de cultura, tradições regionais e esportes praticados por homens e mulheres.

Prefeitura Municipal de Rondonópolis

Prefeitura Municipal de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022

quarta-feira, 22 de dezembro de 2021

Xeque é condenado a pagar valor recorde por divórcio

Justiça britânica
ordenou que soberano Mohamed bin Rashid Al Maktoum pague 550 millhões de libras à ex-mulher, Haya Bint Al Hussein, e a dois filhos. Princesa fugiu para o Reino Unido em 2019 com as crianças. O soberano de Dubai, xeque Mohamed bin Rashid Al Maktoum, foi condenado nesta terça-feira (21/12) pela justiça britânica a pagar à ex-mulher e aos dois filhos do casal cerca de 550 milhões de libras (cerca de R$ 4,19 bilhões), na maior indenização por divórcio concedida por um tribunal inglês.
O juiz Philip Moor ordenou que o chefe de governo dos Emirados Árabes Unidos, de 72 anos, pague cerca de 251,5 milhões de libras a sua sexta e mais jovem esposa, a princesa Haya Bint Al Hussein da Jordânia, de 47 anos, e 290 milhões de libras para sustentar seus filhos, um menino de 9 anos e uma menina de 14 anos, incluindo despesas de segurança.
De acordo com a sentença, o valor, que inclui dezenas de milhares de libras para férias e gastos vinculados com animais domésticos, pode variar em função de diversos fatores, como em caso da morte do xeque ou da reconciliação dos filhos com o pai.
"Levando em consideração sua posição e as ameaças gerais de terrorismo e sequestro que enfrentam em tais circunstâncias, eles são considerados particularmente vulneráveis ​​e precisam de maiores garantias de segurança neste país", disse o juiz no veredicto. "A principal ameaça que enfrentam vem do próprio [xeque], e não de fontes externas", acrescentou.
Fuga para o Reino Unido
Haya fugiu para o Reino Unido em 2019 com os dois filhos e solicitou a custódia das crianças aos tribunais britânicos. A princesa, filha do falecido rei Hussein da Jordânia, disse estar "apavorada" com as atitudes do marido.
O xeque sempre negou as alegações da ex-mulher de perseguição e assédio. No entanto, em outubro, um tribunal de Londres concluiu que o xeque havia monitorado ilegalmente o celular da princesa e dos advogados britânicos dela durante a batalha pela custódia dos filhos. Além disso ele teria intimidado a princesa e tentado comprar uma propriedade ao lado da que ela mora, representando uma ameaça à segurança de Haya.
A justiça britânica também já havia concluído que o xeque havia ordenado os sequestros de duas filhas de outro casamento. A princesa Shamsa foi sequestrada em Cambridge, em 2000, e mandada para Dubai. A irmã mais nova dela, Latifa, foi interceptada na costa da Índia enquanto tentava fugir, em 2018.
le (lusa, afp, ots)cp
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos