Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Baronês Cuiabá

Baronês Cuiabá
O cardápio mais nobre de Cuiabá.

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, Cuiabá, 78005-906

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

segunda-feira, 31 de janeiro de 2022

Crea-MT adere Campanha: “ Janeiro Branco”: Em prol da Saúde Mental

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), aderiu durante este mês de janeiro de 2022 a campanha Janeiro Branco: “ Em prol da Relevância da Saúde Mental “. O presidente do Crea-MT, engenheiro civil Juares Samaniego, ressalta que o Crea-MT, como Conselho Profissional, aderiu a Campanha ”, incentivando e promovendo ações em prol da qualidade de vida de seus colaboradores, familiares e profissionais do Sistema Confea/Crea.
“Apoiar significa tornar agente comunicador ao repassar a importância dos cuidados, não só aos profissionais, mas também aos colaboradores. Campanhas geram conscientização, combatem tabus, mudam paradigmas, orientam os indivíduos e inspiram autoridades a respeito de importantes questões relacionadas às vidas de todo mundo. O janeiro Branco é uma fonte inesgotável de ações e de reflexões sobre tudo isso”, explicou o presidente do Crea-MT.
Como forma de simbolizar esses cuidados, a coordenadora da Campanha no Crea-MT, gerente de Logística e Infraestrutura do órgão (Gelog), Adriana Imbriani, espalhou laços brancos no atendimento da autarquia e nos setores do Conselho. “Reúna a sua turma, fale com colegas de trabalho, da escola, da igreja, chame a família e organize palestras, rodas de conversa, caminhadas, tira-dúvidas sobre qualidade emocional de vida, e também , muitas atividades on-line para espalhar a boa notícia de que Saúde Mental tem jeito sim, mas todo mundo precisa aprender o que fazer”, ressaltou Adriana.
A engenheira sanitarista Luisa Santos, abraçou a ação. “ O principal objetivo é chamar a atenção da humanidade para as questões e necessidades relacionadas à Saúde Mental e Emocional das pessoas e das instituições humanas. Uma humanidade mais saudável pressupõe uma cultura da Saúde Mental no mundo”, explanou Luisa.
Por que atentar nos cuidados com a saúde mental?
Em 2020, o tema oficial da campanha Janeiro Branco foi “Precisamos falar sobre saúde mental”. Pelos impactos causados pela pandemia do novo coronavírus, essa abordagem é muito pertinente ao cenário atual. Tais desafios exigem maior atenção à saúde mental no âmbito profissional, pessoal e escolar, sobretudo em relação à saúde mental dos alunos.
No universo corporativo, questões emocionais afetam diretamente a produtividade dos trabalhadores e são causas recorrentes de afastamentos. Além disso, doenças ligadas à mente têm se configurado na lista das que levam ao requerimento de auxílio-doença ou à aposentadoria por invalidez, nos casos mais extremos.
A maioria das desordens mentais estão ligadas à carga da depressão, estresse e ansiedade. E isso, em caráter global, pois a Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que os números de depressão no mundo giram em torno de 300 milhões. O problema são as implicações da doença, porque há relação direta da depressão com o desenvolvimento de diversas enfermidades crônicas.
Conforme a cartilha da OMS sobre depressão e outras desordens mentais comuns, há intrínseca associação entre essa doença e o desenvolvimento de problemas psíquicos mais graves. Uma das preocupações é a influência das crises depressivas sobre ideações suicidas ou atos concretizados: o suicídio é a segunda principal causa global de óbitos entre jovens de 15 a 29 anos, apontam os dados da OMS.
Por aqui, o panorama da saúde mental é preocupante, uma vez que o suicídio entre jovens brasileiros é a quarta maior causa de morte. Além da depressão, o alcoolismo, isolamento social, perdas recentes, traumas de infância e dependência química também impactam a saúde mental e são razões para justificar a relevância do Janeiro Branco.
Como contribuir para a promoção da saúde mental da família e dos amigos?
A promoção da saúde mental passa pela compreensão de que a estabilidade emocional é tão importante quanto à física. O equilíbrio das funções do organismo humano está associado à perspectiva biológica e psicológica. Por isso, a adoção de hábitos saudáveis afeta tanto o bem-estar do corpo quanto o da mente.
Sob essa ótica, observe algumas práticas que podem contribuir para melhorar a qualidade de vida e promover a saúde mental:
Afaste-se de situações que gerem emoções negativas;
Separe um tempo para curtir a vida e aproveitar o que ela oferece de melhor;
Valorize a convivência social e viva intensamente os bons momentos em família;
Pratique atividade física, tenha uma dieta saudável e cuide da qualidade do sono;
Mesmo durante o período de quarentena, não se esqueça de dar atenção aos amigos e aos familiares.
Por fim, vale ressaltar a relevância de campanhas preventivas e informativas como a do Janeiro Branco para a proteção da saúde mental. Mediante isso, se precisar de ajuda, não tenha vergonha de procurar atenção especializada em saúde mental. Conte com o suporte do Hospital Santa Mônica, instituição referência no tratamento de transtornos mentais.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos