Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Baronês Cuiabá

Baronês Cuiabá
O cardápio mais nobre de Cuiabá.

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, Cuiabá, 78005-906

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

Morre a cantora e compositora brasileira Elza Soares

Ícone da música brasileira tinha 91 anos. Ao longo de mais de seis décadas de carreira, cantora lançou 34 discos e se manteve na ativa e engajada politicamente até o fim da vida. Morreu nesta quinta-feira (20/01) a cantora e compositora da música brasileira Elza Soares, aos 91 anos, de causas naturais.
O anúncio foi feito pela equipe e pela família da cantora através das redes sociais.
"Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação. A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim", diz a postagem no perfil oficial de Elza no Instagram.
Trajetória
Nascida em 1930, filha de uma lavadeira e de um operário, Elza Gomes da Conceição viveu desde cedo a pobreza.
Aos 12 anos, foi obrigada pelo pai a se casar e, aos 13 anos, teve o primeiro filho. Aos 21 anos ficou viúva e já havia perdido dois dos quatro filhos, devido à fome.
Começou a cantar na década de 1950 e, em 1999, foi eleita a "Voz do Milênio" em uma pesquisa da Rádio BBC, de Londres.
O primeiro sucesso foi "Se acaso você chegasse", em 1959. Embora tenha começado a carreira no samba, ao longo de seus 34 discos lançados, se aproximou de ritmos como jazz, música eletrônica e hip hop. Seu último álbum foi Planeta Fome, em 2019.
O título foi inspirado em uma resposta que deu a Ary Barroso durante o concurso Calouros em Desfile, da Rádio Tupi, quando ainda era uma anônima.
Ary perguntou a Elza: "de que planeta você veio?". "Do planeta fome", ela respondeu. Elza venceu o show com nota máxima, cantando o samba Lama.
Antes da fama, trabalhou de faxineira e empacotadora. Em 2016, a cantora ganhou o Grammy de melhor álbum de música popular brasileira com A Mulher do Fim do Mundo,
Elza também foi casada com o jogador de futebol Garrincha, de 1966 a 1982. Ela sofria violência doméstica e, após tentar ajudar o marido a largar o alcoolismo sem sucesso, resolveu se separar, para dar um basta nas agressões. Juntos eles tiveram dois filhos, um deles morto em um acidente de carro.
Em atualização/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos