Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
AV. CASTELO BRANCO, 2500 - CENTRO SUL, VÁRZEA GRANDE

segunda-feira, 3 de janeiro de 2022

Secretaria de Obras Públicas prepara projeto para recuperação do calçadão da Orla do Porto I

Entregue em 2016, o
espaço apresenta rachaduras em determinados pontos, mesmo com manutenções contínuas. Após entregar uma nova Vila Cuiabana, totalmente reconstruída com materiais que garantem uma estrutura definitiva, a gestão do prefeito Emanuel Pinheiro caminha para uma segunda etapa do processo de recuperação da Orla do Porto I. Sob a coordenação da Secretaria Municipal de Obras Públicas, a Prefeitura de Cuiabá prepara um projeto para requalificação de todo calçadão do espaço de lazer.
De acordo com o vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa, um estudo de viabilidade técnica está sendo produzido para nortear a intervenção no local. A expectativa, conforme destacado por Stopa, é de que ainda nesse mês de janeiro seja entregue ao prefeito Emanuel Pinheiro o levantamento contendo o valor de investimento previsto e as melhorias a serem implementadas.
“Estamos realizando um estudo para recuperação desse calçadão, que hoje está horrível e todo trincado. Acredito que, nos próximos 10 dias, levaremos esse documento ao prefeito Emanuel Pinheiro. Nossa intenção é que a requalificação não para na Vila Cuiabana, mas que evolua para todo esse calçadão, que está cheio de rachadura e causa malefícios à população. Até o fim deste ano queremos entregar essa reforma também”, relata o vice-prefeito.
Assim como a Vila Cuiabana, a Orla do Porto I também foi inaugurada em 2016. Todavia, desde o primeiro mandato à frente do Município, iniciado em 2017, a gestão Emanuel Pinheiro vem realizando uma série de manutenções e reparos pontuais no local, por conta do aparecimento de rachaduras no piso. A ideia do novo projeto é executar um trabalho de maior dimensão, assegurando a restauração definitiva do espaço.
“Temos cerca de 1,3 quilômetro de calçadão que, infelizmente, conta com essas rachaduras em determinados pontos. Isso, além de tirar a beleza desse cartão portal, também causa risco aos frequentadores que podem tropeçar e se machucar. Todo esse espaço virou um dos principais pontos turísticos e de lazer da cidade. Dessa forma, temos que tomar todas as medidas necessária para preservá-lo”, completa Stopa.
VILA CUIABANA
Situada na Avenida Beira Rio, às margens do Rio Cuiabá, a Vila Cuiabana foi totalmente refeita. Agora, a cenografia que representa os antigos casarões coloniais da Capital é composta por materiais de alvenaria, garantindo uma estrutura definitiva e segura à população. A obra foi coordenada pela Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limpurb) e recebeu o investimento de R$ 1.151.791,16.
A intervenção da Vila Cuiabana se fez necessária, principalmente, por conta da insegurança que o local apresentava aos frequentadores, inclusive com risco de queda. Tal situação é oriunda da utilização de material impróprio para esse tipo de obra durante sua construção. Entregue em 2016, a estrutura foi levantada com madeira de compensado que, por conta de sua fragilidade, se deteriorou com o tempo.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos