Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Baronês Cuiabá

Baronês Cuiabá
O cardápio mais nobre de Cuiabá.

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, Cuiabá, 78005-906

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

terça-feira, 25 de janeiro de 2022

SEGURANÇA: Claudinei avalia que o déficit de policiais penais reflete no alto índice de presos foragidos

O parlamentar encaminhou ofício para Seplag esclarecer sobre as novas contratações de servidores para suprir a falta de pessoal no Sistema Prisional.
O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) encaminhou, nesta segunda-feira (24), ofício ao secretário de Gestão e Planejamento de Mato Grosso (Seplag), Basílio Bezerra, para esclarecimentos sobre a tramitação das convocações complementares ao cargo de policial penal, do concurso público de 2016, em cumprimento ao ato de n.º 5.493/2021 que foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE). Ainda solicitou informações sobre a previsão de novas nomeações devido ao déficit de pessoal, conforme os cenários recentes de fugas e tentativas de fugas ocorridas nas unidades prisionais de Mato Grosso.
Em novembro do ano passado, o governador Mauro Mendes (DEM) anunciou o reforço para a segurança pública com a convocação de 160 policiais penais, sendo nomeados apenas 112 novos servidores devido a alguns municípios não constarem aprovados do concurso e que seria feito o chamamento para os polos, após o aceite por parte dos classificados com novo ato de nomeação.
“Hoje, protocolamos ofício na Seplag solicitando informações no complemento das convocações. O governador fez toda aquela propaganda para a nomeação de apenas 160 do concurso de 2016. Mas, é um número insuficiente. Muito pouco. A informação que chegou para mim, é que somente uma parte desse pessoal tomou posse, para iniciar o curso de formação de policial penal que, infelizmente, foi interrompido devido aos casos de Covid-19, que poderá voltar às atividades no dia 1° de fevereiro”, esclarece Claudinei.
De acordo com o parlamentar, é preciso um retorno urgente por parte do Estado quanto à previsão das novas convocações para atender o Sistema Penitenciário, ainda mais com o grande déficit de servidores nas unidades prisionais. “Em 2020, visitamos 13 polos regionais da Região Integrada de Segurança Pública de Mato Grosso (Risp) e identificamos a falta de pessoal nas cadeias públicas e penitenciárias. Hoje, contamos com mais de 40 unidades. A maior prova do déficit está no fechamento de 12 cadeias públicas pelo governo de Mato Grosso”, explica.
Ele aproveitou para dar um panorama das fugas e tentativas de fugas de presidiários, nos últimos dois meses, ocorridas nos municípios de Água Boa, Várzea Grande, Sorriso e Nobres. “É notável a falta de pessoal nas unidades prisionais no âmbito estadual, em que os policiais penais enfrentam a situação e a população fica receosa e amedrontada devido à fuga de presos de alta periculosidade. As notícias apontam que já são sete fugas, desde dezembro do ano passado e neste mês de janeiro, com cerca de 24 fugitivos e seis recapturados. Preocupante essa situação”, comenta Claudinei.
Com o alto índice de escapadas de presos, em curto prazo, o deputado posiciona que a culpa não é dos servidores que, além de enfrentar a falta de efetivo, também deparam com condições precárias em algumas estruturas prisionais e superlotação. “E fica o alerta para a população! Não adianta culparem os policiais penais que estão na captura desses fugitivos. A culpa é da demora do governo do Estado em promover a nomeação de novos servidores. Quando se trata de segurança pública é uma travação e enrolação. Esperamos que tenhamos uma resposta urgente”, conclui o parlamentar.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos