Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Baronês Cuiabá

Baronês Cuiabá
O cardápio mais nobre de Cuiabá.

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, Cuiabá, 78005-906

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2022

Anvisa aprova 1º autoteste contra covid-19 no Brasil 17/02/202217 de fevereiro de 2022

Testes de antígeno
podem diagnosticar infecção em poucos minutos, o que permite tratar a doença logo no início e romper as cadeias de transmissão, além de aumentar a testagem de pessoas sintomáticas e assintomáticas. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta quinta-feira (17/02) o primeiro registro de autoteste de covid-19. O teste de antígeno pode diagnosticar uma infecção em poucos minutos.
Esse tipo de teste é normalmente feito com a inserção de um swab (um tipo de cotonete) no nariz da pessoa, que depois deve ser imergido em um tubo com fluído e agitado.
Algumas gotas são em seguida pingadas em uma base plástica, e após cerca de 15 minutos o número de traços que aparecem no visor indica se há uma infecção.
É o mesmo tipo de teste rápido já feito em farmácias. Em nota, a Anvisa informou que a avaliação do pedido levou 16 dias, incluindo o tempo necessário para o fabricante se adequar às exigências técnicas feitas.
"A Anvisa analisa uma série de requisitos técnicos, entre os quais estão a usabilidade e o gerenciamento de risco, que servem para adequar o produto para uso por pessoas leigas dando maior segurança no seu uso", comunicou a agência.
O autoteste detecta os antígenos - determinadas proteínas do invólucro viral - e tem uma eficácia alta, mas é menos preciso do que o RT-PCR, que detecta o próprio material genético do coronavírus e deve ser feito em laboratório.
Diagnóstico rápido
Esses testes permitirão aumentar a testagem de pessoas sintomáticas, assintomáticas e dos indivíduos que estiveram em contato com outras infectadas pelo coronavírus, além de romper as cadeias de transmissão e possibilitar o tratamento da doença logo no início.
Podem ainda serem utilizados como estratégia de triagem e ajudar no combate à doença no caso de muitas pessoas que não conseguem ter acesso ao Sistema Único de Saúde (SUS) e à rede privada.
O primeiro autoteste autorizado pela Anvisa, de nome Novel Coronavírus (Covid-19) Autoteste Antígeno, é produzido pela CPMH Comércio e Indústria de Produtos Médicos-Hospitalares e Odontológicos.
Os autotestes já estão sendo utilizados e comercializados há muito tempo em vários outros países.
Na Alemanha, é possível comprá-los em supermercados e farmácias, eles são distribuídos em escolas e diversas empresas orientam seus funcionários a fazer os testes em casa antes de se reunir com colegas.
Nos Estados Unidos, além da compra direta pelo consumidor, o governo federal disponibilizou um sistema para enviar autotestes à casa de americanos que solicitarem..
rc (ots)cp
@caminhopolitico @cpweb 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos