Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Baronês Cuiabá

Baronês Cuiabá
O cardápio mais nobre de Cuiabá.

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, Cuiabá, 78005-906

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2022

Edição digital do livro Geoparque Chapada dos Guimarães está disponível gratuitamente

Está disponível gratuitamente em PDF o livro Geoparque Chapada dos Guimarães – uma viagem pela história do planeta, que conta em 10 capítulos, os processos geológicos que formaram as rochas que hoje compõem as belas paisagens do município de Chapada dos Guimarães, localizado a 60 km de Cuiabá (MT) e que provam que a região já foi mar, deserto, teve vulcões e foi habitada por grandes dinossauros.
O livro Geoparque Chapada dos Guimarães divulga estudos realizados por pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) e de outras instituições. O projeto Geoparque Chapada dos Guimarães surgiu como uma iniciativa de popularizar o conhecimento produzido por geólogos, geógrafos, turismólogos e de outros profissionais, visando levar essa informação de forma sistematizada para profissionais do turismo, comunidades locais, estudantes, pesquisadores e profissionais, para desta forma contribuir para o entendimento dos processos geológicos e geomorfológicos que resultaram na formação do planeta e fomentar o desenvolvimento sustentável através do geoturismo e ações pedagógicas.
Segundo Caiubi Kuhn, professor da UFMT, geólogo e um dos autores do livro, disponibilizar a obra gratuitamente em PDF é uma forma de tornar o material acessível para toda a população. “Um dos principais objetivos do livro é popularizar toda riqueza natural existente no município, em especial sobre a geodiversidade. No livro o leitor pode conhecer mais sobre turismo, fósseis, rochas, cavernas, cachoeiras, paisagens, sítios arqueológicos, a biodiversidade e muito mais. O livro te ajuda a ler as lindas paisagens que existem neste lugar mágico que é Chapada dos Guimarães”, afirma o professor.
Flávia Santos, geóloga, professora da UFMT e também uma das autoras do livro, reforça ainda que com a versão digital do livro é possível que ele seja amplamente distribuído à população, além de ser utilizado como fonte de pesquisa para trabalhos escolares sobre Chapada dos Guimarães e como fonte de consulta de informações sobre os geossítios catalogados.
A publicação do livro foi viabilizada através do apoio da Federação Brasileira de Geólogos (FEBRAGEO), da Associação Profissional dos Geólogos do Estado de Mato Grosso (AGEMAT) e da Associação de Geólogos de Cuiabá (GEOCLUBE), com patrocínio master do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-MT).
Para Sheila K. J. Souza, vice-presidente da FEBRAGEO e presidente da AGEMAT, o livro é de suma importância e irá somar com o planejamento turístico do município de Chapada dos Guimarães. “É o “ponta pé” inicial para que coloque o projeto Geoparque Chapada dos Guimarães dentro dos geoparques aspirantes da UNESCO”, afirma.
O presidente do Confea, engenheiro civil Joel Krüger, também destacou a importância da edição digital do livro Geoparque Chapada dos Guimarães: “A chegada desta obra que registra a importância do Geoparque Chapada dos Guimarães ao formato digital possibilita que novos olhares se voltem para a biodiversidade, a geomorfologia e outras características que integram a atuação da Geologia, da Geografia e diversas engenharias a outras ciências que dividem com estas ligadas ao Sistema Confea/Crea a incumbência de discutir seu papel universal, como a Paleontologia, a Arqueologia, a Espeleologia, o Turismo e a História. São características que envolvem estudos das camadas geológicas, dos fósseis, do ecoturismo, das cavernas, das cachoeiras, escarpas e mirantes, constituindo um conjunto homogêneo de paisagens de valor universal, que, graças a materiais como este que o Confea teve o prazer de patrocinar, junto à FEBRAGEO, poderão contribuir para ampliar o aproveitamento das funções dos geoparques, como a educação, a proteção ambiental e cultural e o desenvolvimento sustentável, de modo a contribuir também para evitar tragédias como a de Capitólio, em Minas Gerais, e Altinópolis, em São Paulo. Um verdadeiro inventário científico do país, ricamente ilustrado e comentado, demonstrando o valor da pesquisa para a humanidade, desenvolvendo também o exercício profissional regulamentado”.
O presidente do Crea-MT, engenheiro civil Juares Samaniego, explana que o Regional de Mato Grosso trabalha na valorização e fortalecimento das entidades de classe do Conselho, e dos profissionais do Sistema Confea/Crea, através do Termo de Fomento do Chamamento Público para o desenvolvimento de projetos de incentivo e aperfeiçoamento das profissões do Sistema Confea/Crea para a realização de eventos, à exemplo do livro Geoparque Chapada dos Guimarães que conta os processos geológicos que formaram o município.
Nos 10 capítulos do livro são apresentadas informações sobre os Geoparques globais, sobre o turismo em Chapada dos Guimarães, as características do meio físico, a biodiversidade, a geologia local, a paleontologia, a espeleologia, a arqueologia e um inventário de 28 geossítios construído pelos pesquisadores. Estas informações são exibidas com ilustrações e fotografias das lindas paisagens de Chapada dos Guimarães, possibilitando assim uma viagem pelo mundo científico e pela história do planeta.
Assessoria/Radharani Kuhn/FEBRAGEO/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos