Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Baronês Cuiabá

Baronês Cuiabá
O cardápio mais nobre de Cuiabá.

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, Cuiabá, 78005-906

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2022

SEGURANÇA: Claudinei solicita que todos os agentes da segurança sejam incluídos em programa de assistência psicossocial.

O parlamentar lamentou o governo estadual não incluir os profissionais do Detran, das Polícias Civil e Militar de programa da Gerência de Saúde da Sesp.
Ao tomar conhecimento sobre a iniciativa da Gerência de Saúde e Segurança (GESS) da Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp), com a promoção de ações orientativas, educativas e atendimento psicossocial para todos os agentes da segurança pública, exceto aos servidores da Polícia Judiciária Civil e Militar e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) reivindicou ao governo estadual a inclusão dos profissionais destas instituições. Ele encaminhou a indicação de n.º 207/2022 durante a sessão, nesta quarta-feira (9), na Assembleia Legislativa.
Na oportunidade, ele aproveitou para apresentar o substitutivo integral n.° 1 do Projeto de Lei n.° 833/2019 que foi apensado com outros parlamentares que institui a política de saúde mental para os servidores da segurança pública no estado de Mato Grosso. “Infelizmente, em todo o Brasil, o índice de suicídios dos profissionais de segurança pública só vem aumentando. É uma situação preocupante. Só para ter uma ideia, em 2019, dobraram os casos de suicídios de policiais, com um total de 91 mortes. Muito mais do que as mortes em confrontos com a bandidagem”, explica o deputado.
Investimento
O programa a ser prestado pelo governo estadual aos servidores da segurança pública contará com profissionais das áreas de psicologia, assistência social e enfermagem com o propósito de promover o bem-estar e a saúde mental aos profissionais. Todo o investimento será oriundo do Fundo Nacional de Segurança Pública, na ordem de R$ 7 milhões.
“É tão difícil ver uma notícia boa para a segurança para Mato Grosso. Quando você vê uma informação, vai ver, deixaram de fora os policiais civis, militares e do Detran. Olha o absurdo, meu povo! A gente não entende. Os policiais não são super heróis. Não é filme de liga da justiça. Eles são seres humanos. Eles sofrem com estresses, pressões psicológicas, cobranças da sociedade nas soluções de crimes de forma diária. Como qualquer pessoa! Nosso governador e nosso secretário não incluíram esses profissionais? É preciso incluir todos, pois esse recurso vem do Governo Federal!”, indigna Claudinei.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos