Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Seu título está na mão

Seu título está na mão
1º Título de Eleitor Decreto nº 3.029 - 9.1.1881

CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ

CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT

terça-feira, 29 de março de 2022

Após desconforto abdominal, Bolsonaro passa noite internado

Presidente foi levado a hospital em Brasília para exames, ficou em observação e deixou o local pela manhã. Ele teria sentido dores abdominais e refluxo. O presidente Jair Bolsonaro passou a noite desta segunda para terça-feira (29/03) no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, onde foi internado após sentir um desconforto abdominal, segundo informou o ministro das Comunicações, Fabio Faria. O presidente deixou o hospital pela manhã.
Auxiliares de Bolsonaro citados pelo jornal O Globo afirmaram que o mandatário apresentou dores abdominais e refluxo, como já ocorreu em outras ocasiões, e foi levado ao hospital para realização de exames. A equipe médica decidiu, então, que o presidente passaria a noite no hospital, em observação.
Bolsonaro era aguardado nesta segunda num evento de filiação dos ministros Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Damares Alves (Mulher, Familia e Direitos Humanos) ao partido Republicanos. O deputado Marcos Pereira, presidente do Republicanos, informou aos participantes que o presidente deixou de comparecer para realizar exames.
A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, participou do evento e, ao final, declarou que o marido estava "bem, graças a Deus", segundo a imprensa.
Após passar a noite internado, o presidente deixou o hospital pouco depois das 6h e seguiu para o Palácio do Alvorada. Ele tem uma viagem para Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, marcada para esta terça.
Cirurgias e internações
Desde que sofreu um atentado a faca durante a campanha eleitoral de 2018, Bolsonaro passou por seis cirurgias, quatro delas ligadas à facada.
Em 6 de setembro de 2018, dia da facada, médicos colocaram uma bolsa de colostomia no então candidato. Dias depois, ele foi submetido a uma cirurgia de emergência para retirada de aderências que estavam obstruindo as paredes do intestino delgado.
Pouco mais de quatro meses depois, em janeiro de 2019, ele foi internado para a retirada da bolsa de colostomia e reconstrução do trânsito do intestino.
Em setembro de 2019, Bolsonaro foi operado para correção de uma hérnia na região do abdome. Esta foi a última cirurgia devido a ferimentos causados pela facada.
Em janeiro e setembro de 2020, ele foi internado e operado, respectivamente, para fazer uma vasectomia e para retirada de cálculo na bexiga.
Em julho de 2021, o presidente ficou quatro dias internado no hospital Vila Nova Star para tratamento de uma obstrução intestinal. Na época, os médicos cogitaram uma nova cirurgia, que foi descartada depois que o intestino do presidente voltou a funcionar normalmente.
No início deste ano, Bolsonaro ficou internado durante três dias no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, devido a uma obstrução intestinal, que também acabou se desfazendo sem a necessidade de cirurgia.
lf (DW, ots)cp
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos