Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Seu título está na mão

Seu título está na mão
1º Título de Eleitor Decreto nº 3.029 - 9.1.1881

CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ

CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT

terça-feira, 29 de março de 2022

DADOS TRANSPARENTES: IBGE COLOCA CONTAGEM DA POPULAÇÃO EM CAMPO NO SEGUNDO SEMESTRE DESTE ANO

OS RECENSEADORES TRABALHARÃO UNIFORMIZADOS COM BONÉ E COLETE AZUIS COM A LOGOMARCA DO IBGE. TODOS OS PESQUISADORES TERÃO CRACHÁ DE IDENTIFICAÇÃO, CONTENDO A FOTO E OS NÚMEROS DE MATRÍCULA E IDENTIDADE DO ENTREVISTADOR. 
Convicto de que o IBGE através do censo demográfico tem a possibilidade de corrigir distorções na partilha dos recursos federais e estaduais arrecadados pelos Governos Federal e Estado, mas que pertencem aos municípios, o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, defendeu a atuação do órgão e dos recenseadores que podem dar transparência a realidade de todas as cidades como Várzea Grande que é a segunda maior de Mato Grosso e a 97ª mais populosa do Brasil e não recebe os repasses de transferência como deveria justamente por não ter um número consolidado de sua população.
“A partilha dos impostos arrecadados pelos Governos Federal e Estadual e que pertencem aos municípios levam em consideração a população como quesito primordial, logo se temos uma divergência entre os residentes em nossa cidade, passamos a receber menos recursos do que o correto, por isso o Censo é tão essencial para Várzea Grande e para as 5.700 cidades do Brasil”, disse Kalil Baracat.
Em agosto, o Censo 2022 começará a visitar todos os domicílios do país, por isso a equipe técnica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas – IBGE, se reuniu com os gestores do setor de Governo e Planejamento da Prefeitura Municipal para apresentar o cronograma e estratégia da pesquisa que será realizada em Várzea Grande.
Serão ao todo 239 recenseadores, 3 Agentes Censitários Municipais e 26 Agentes Censitários Supervisores. As provas dos processos seletivos serão realizadas pela Fundação Getúlio Vargas no dia 10 de abril. As pesquisas serão realizadas entre os dias 1 de agosto até o final de outubro, quando encerra a coleta de dados para o Censo Demográfico de 2022.
Como explica o chefe substituto do IBGE em Mato Grosso, Marcio Cavichiolli, essa é uma pesquisa em que o IBGE percorre todos os domicílios do país e é uma pesquisa fundamental para nos conhecermos enquanto nação, nos conhecermos como residentes em Mato Grosso e, em especial aqui em Várzea Grande. “É importante saber quem somos, quantos somos e como vivemos.
Essas informações são fundamentais para termos um diagnóstico das políticas públicas que foram implementadas nos últimos anos para fazermos uma variação e também para se pensar no futuro, para se criar uma agenda para os próximos anos, fazendo um planejamento em todas as áreas sociais, levando em consideração insumos que de fato contribuam para a políticas públicas que visam a melhoria da vida da população”.
Marcio Cavichiolli disse que o apoio do poder público municipal é fundamental para a realização do Censo, principalmente, no trabalho de conscientização da população local para que receba em sua residência um pesquisador do IBGE.

“A partir do momento em que a população abre as suas portas para receber os nossos pesquisadores e essas pessoas dão as informações que são tão importantes para a pesquisa, a gente consegue esses insumos para depois devolver aos poderes públicos, estadual, municipal e até para a sociedade civil, esses dados que são de extrema relevância para nos conhecermos enquanto país, enquanto sociedade, e para conhecermos como o município de Várzea Grande está se comportando. Tem inúmeras pesquisas do IBGE que consegue divulgar dados por Estado, mas os dados municipais são retratados, principalmente por meio desta pesquisa que é o censo demográfico, por isso essa parceria é importante, por isso queremos apoio nesta parceria, para que a gente possa fazer as entrevistas e ter a receptividade da população de várzea Grande”.
O secretário de Governo, Benedito Gonçalo de Figueiredo disse que o município está à disposição para ajudar naquilo que for possível uma vez que a Prefeitura Municipal tem um orçamento de gastos e que alguns fatos que aparecem, muitas das vezes não constam na previsão orçamentária do município.
“Sabemos da importância desse censo demográfico e queremos ser parceiros dessa ação, que vai ajudar muito Várzea Grande nas projeções de empreendimentos futuros. Peço que oficializem esse pedido para que possamos ver o que nos cabe, e buscar junto as empresas privadas apoio para essa pesquisa, uma vez que o resultado final desta será bom para todos os segmentos”, pediu o secretário de Governo.
O secretário de Planejamento, João Carlos Cardoso, disse que o Censo Demográfico vai ajudar o município a elaborar estratégias, implementar ações de projetos de desenvolvimento urbano, bem como estabelecer diretrizes e normas para a avaliação do plano plurianual.
O IBGE divulgou recentemente os resultados do Teste Nacional do Censo Demográfico, realizado de novembro de 2021 a fevereiro de 2022, em 27 localidades dos 26 estados e do Distrito Federal, em que foram avaliados equipamentos, sistemas de coleta, questionários, processo de capacitação de pessoal, captura das coordenadas de GPS e a abordagem mista de coleta em contextos regionais.
É a primeira vez que o IBGE organiza um teste para o Censo de proporção nacional, para verificar a necessidade de melhorias técnicas e metodológicas a serem implementadas na operação, e divulga seus resultados em caráter experimental. O teste também deu início à estratégia de mobilização da sociedade para responder ao Censo, que visitará os mais de 70 milhões de domicílios brasileiros a partir de 1º de agosto.
PESQUISA: Para garantir a segurança dos recenseadores e dos moradores durante os testes, as equipes do IBGE seguirão todos os protocolos contra a Covid-19, como o uso de máscara e higienização das mãos e equipamentos, e álcool em gel. Os recenseadores trabalharão uniformizados com boné e colete azuis com a logomarca do IBGE. Todos os pesquisadores terão crachá de identificação, contendo a foto e os números de matrícula e identidade do entrevistador. Os moradores podem verificar a identidade de todos os entrevistadores do IBGE através do site www.respondendo.ibge.gov.br ou do telefone 0800 721 8181.
A atuação do IBGE está amparada em legislação federal específica, a da Lei nº 5.534/1968, conhecida como Lei do Sigilo Estatístico, e também na prática da maioria dos países e nas recomendações do Instituto Internacional de Estatística. Sem falar na experiência de 85 anos de estatísticas oficiais de qualidade, assegurando a privacidade das informações individuais, consagrando a instituição como digna da fé pública, capaz de prestar serviços de qualidade, com imparcialidade e integridade.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos