Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Seu título está na mão

Seu título está na mão
1º Título de Eleitor Decreto nº 3.029 - 9.1.1881

Assembleia Legislativa de Mato Grosso

Assembleia Legislativa de Mato Grosso
Seja bem-vindo ao perfil oficial da Assembleia Legislativa de Mato Grosso!

terça-feira, 29 de março de 2022

Tapa de Will Smith no Oscar 2022 gera críticas de artistas

Mesmo ressalvando que a alopecia de que sofre a esposa do ator não é assunto para piada, figuras de Hollywood condenam o ato de violência física. Sobretudo de forma tão pública, já que tantos "buscam exemplo nos atores". O tapa que o ator Will Smith deu no comediante Chris Rock, diante das câmeras, durante a cerimônia de entrega dos Oscars, na noite deste domingo (27/03) provocou opiniões intensas, sobretudo entre os colegas de profissão de Rock, que condenaram o ato como um ataque a sua arte.
"Deixem que eu diga uma coisa, é uma prática muito ruim subir ao palco e atacar fisicamente um comediante", escreveu Kathy Griffin no Twitter. "Agora todos nós temos que nos preocupar com quem vai ser o próximo Will Smith nos clubes e teatros de comédia."
O episódio começou quando Rock tomou como alvo verbal a esposa do ator, Jada Pinkett Smith: "Jada, eu te amo. G.I. Jane 2, mal posso esperar para ver, está certo?" A referência era ao filme intitulado no Brasil Até o limite da honra, em que Demi Moore raspou a cabeça para representar uma candidata a SEAL da Marinha americana.
Em resposta, Will Smith foi até o palco e golpeou no rosto o apresentador, que comentou, surpreso: "Oh... uau... uau... Will Smith acabou de me arrebentar", enquanto o público ria. O agressor retornou a seu assento e gritou que ele deixasse sua esposa em paz.
Rock replicou que fora só "uma piada de G.I. Jane", ao que Smith rebateu: "Não põe o nome da minha mulher an tua p**** de boca." Nesse ínterim, o clima era de constrangimento, pois os espectadores da premiação haviam compreendido que não era um número ensaiado. O agredido concluiu: "Ok. Esta foi a maior noite na história da televisão."
Em 2018, Pinkett Smith revelou que sofre de alopecia, doença que causa perda dos pelos corporais. Desde então tem discutido com frequência, no Instagram e outras plataformas, os desafios que a condição lhe acarreta.
Violência condenada
Muitos que comentaram o incidente da noite dos Oscars lembraram que a alopecia é uma experiência dolorosa, que aflige muitas mulheres negras e sobre a qual não se devia fazer piada. A firma do próprio Chris Rock coproduziu em 2009 o documentário Good hair (Cabelo bom), sobre a relação das afro-americanas com seus cabelos.
No entanto, o principal foco das críticas foi Smith. Mais tarde, ao receber o Oscar de Melhor Ator, ele pediu desculpas, mas não diretamente a Rock: "Richard Williams foi um defensor ferrenho da sua família", disse, referindo-se ao papel pelo qual foi premiado. "O amor te faz fazer coisas doidas."
"Will Smith deve um enorme pedido de desculpas ao Chris Rock. Não há escusas para o que ele fez. Ele tem sorte que o Chris não está apresentando queixa por agressão", indignou-se o produtor, diretor e ator Rob Reiner no Twitter.
George Takei, famoso pelo papel de Hikaru Sulu na série Jornada nas estrelas, criticou em especial o fato de a agressão ter sido diante de uma plateia tão grande: "Muita gente, especialmente crianças, busca exemplo nos atores. Por causa disso temos obrigação de tentar ser bons modelos de comportamento. Celebridade traz responsabilidade."Num tuíte já eliminado, o diretor de comédias Judd Apatow descreveu o ataque como "ira e violência fora de controle", lembrando que há muito tempo as celebridades são alvo de piadas: "Elas escutaram 1 milhão de piadas sobre si nas últimas três décadas. Elas não são calouros no mundo Hollywood e da comédia. Ele perdeu o juízo."
Mark Hamill (o Luke Skywalker original de Guerra nas estrelas) tuitou que fora o momento do Oscar mais feio que já houve: "Humoristas de stand-up são bastante escolados em lidar com quem fica dizendo desaforos na plateia. Com agressão física violenta, nem tanto assim."
A presidente do NAACP Legal Defense and Educational Fund, Janai Nelson, escreveu: "Eu sei que ainda estamos todos processando [os acontecimentos], mas o jeito como violência casual foi normalizada hoje à noite por uma audiência nacional coletiva vai ter consequências que não podemos nem vislumbrar no momento."
Entre os poucos que fizeram publicamente piada da situação constrangedora esteve o ex-apresentador de shows de entrevistas Conan O'Brien: "Acabei de ver o tapa do Will Smith. Alguém tem um late night show para me emprestar só amanhã?
av (AP,ots)cp
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos