Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, Cuiabá, 78005-906

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

sexta-feira, 8 de abril de 2022

Morre único sobrevivente do Holocausto nascido no Brasil

Andor Stern nasceu em São Paulo e morava na Hungria quando ele e a família judia foram levados para Auschwitz. Após o fim da Segunda Guerra, ele retornou ao Brasil e passou a dar palestras sobre o Holocausto. Andor Stern, o único sobrevivente do Holocausto nascido no Brasil, morreu nesta quinta-feira (07/04), aos 94 anos de idade, na cidade de São Paulo.
Stern nasceu na capital paulista e ainda criança mudou-se com a família para a Hungria, terra natal dos pais. Com o início da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), por serem judeus, o brasileiro e a a família foram levados para o campo de extermínio nazista de Auschwitz, na Polônia. Ali, Stern foi separado dos seus familiares, que nunca mais viu.
Stern também passou pelo campo de concentração de Dachau, até que, no final de abril de 1945, o local foi libertado por soldados dos Estados Unidos.
O brasileiro sobreviveu e, no final da guerra, recuperou a liberdade. Ele viveu na Hungria durante mais alguns anos e depois mudou-se de forma permanente para o Brasil.
"Andor dedicou grande parte de seu tempo às suas palestras sobre o Holocausto, ensinando os horrores do período para que não se neguem nem se repitam, e motivando as pessoas a valorizarem e agradecerem a vida e a liberdade", informou sua família em nota divulgada nas redes sociais.
"TWITTER: andorstern - NOTA DE FALECIMENTO - Caros amigos,
Faleceu hoje de manhã, em casa, nosso querido Andor Stern, aos 94 anos. Nossa família agradece desde já por todas as mensagens de apoio e palavras de carinho. Andor dedicou grande parte de seu tempo às suas palestras sobre o Holocausto, ensinando os horrores do período para que não se neguem nem se repitam, e motivando as pessoas a valorizarem e agradecerem a vida e a liberdade.
O carinho de vocês sempre foi muito importante para ele. O velório acontece hoje às 14h, com enterro às 15h no Cemitério Israelita do Embu. Estr. Keishi Matsumoto, 7 - Jardim Tome, Embu das Artes - SP, 06805-450
O seu testemunho também foi imortalizado no documentário Não Mais Silêncio, de Marcio Pitliuk e Luiz Rampazzo. A causa da morte de Stern não foi revelada.
A Confederação Israelita do Brasil (Conib) afirmou em seu site que "lamenta sentidamente" a morte de Stern, "que deu grande contribuição à sociedade dedicando parte de sua vida a relatar os horrores do Holocausto".
Estima-se que mais de 1 milhão de pessoas tenham sido mortas em Auschwitz, a grande maioria judeus.
rw/lf (EFE, Lusa)cp
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos