Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, Cuiabá, 78005-906

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

quarta-feira, 20 de abril de 2022

Oitivas da CPI da Saúde serão iniciadas na última semana de abril

Os primeiros convocados serão os fiscais de contratos e responsáveis pelas contratações no período emergencial.
O Vereador por Cuiabá e Presidente da CPI da Saúde, T. Coronel Paccola, anunciou nesta terça-feira, 19, que as oitivas (audição obrigatória de testemunhas) já iniciarão na próxima semana. A Comissão Parlamentar de Inquérito que já atua a pouco mais de 120 dias, teve sua prorrogação por mais 120 dias aprovada em Sessão e investiga a existência de organização criminosa na Secretaria de Saúde do município.
“Vamos iniciar as oitivas pela sequência de operações já realizadas pela Polícia Federal para facilitar o entendimento de quem estará acompanhando. Iniciaremos pelos fatos que já estão comprovados por meio das leniências (investigação com participação do acusado) e delações na contratação dos serviços de psiquiatria, posteriormente das contratações de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no período covid e em seguida daremos sequência conforme os 13 Processos que já estão em andamento”, afirma Paccola.
O parlamentar que preside a Comissão irá convocar 83 pessoas entre indiciados e testemunhas para as oitivas até o final do prazo da CPI, que tem como relator o vereador Marcrean Santos (PP) e o vereador Chico 2000 como membro. Paccola já foi membro da CPI DOS MEDICAMENTOS que propôs o indiciamento de 45 pessoas responsáveis pelos mais de 30 milhões de reais em compras de medicamentos vencidos. Além da constante falta de medicamentos desde o início desta gestão, a Secretaria de Saúde admite que a saúde está próxima de um colapso na prestação de serviço à população por falta de médicos nas escalas de plantões. Das 414 vagas abertas no último processo seletivo realizado este ano, apenas 25 foram preenchidas até o momento.
As orientações são para que as denúncias de falta de medicamentos ou profissionais para atendimento e demais assuntos relacionados a precariedade no atendimento da saúde pública sejam relatadas para o OUVIDORIA DA SAÚDE DE CUIABÁ, pelo e-mail: ouvidoria.saude@cuiaba.mt.gov.br - pelos telefones (65)3617-7329/3623-6648/3645-5740/3614-9005 ou pelo 0800 645 7885.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos