Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

segunda-feira, 13 de junho de 2022

Engenheira representa Crea-MT em curso de Fertirrigação ofertado pela Sema-MT

A representante do Crea Mato Grosso no Conselho Municipal de Meio Ambiente de Sinop e no Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Teles Pires, eng. agrícola e ambiental Maria Fernanda Canabarro, participou do Curso de Fertirrigação, ministrado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), entre os dias 6 e 10 de junho.
A fertirrigação é uma técnica de adubação que utiliza a água de irrigação para levar nutrientes ao solo cultivado. “A prática consiste no uso sustentável do efluente líquido tratado, produzido em indústrias e atividades agropecuárias, como: confinamento bovino, suinocultura, frigoríficos, curtumes e outras atividades”, complementou a engenheira.
O treinamento, realizado em alusão ao Dia do Meio Ambiente, comemorado no último domingo (05/06), foi voltado aos analistas ambientais da Sema e responsáveis técnicos credenciados. A capacitação foi conduzida por José Wilmar da Silveira Neto, mestre em Tecnologias e doutor em Engenharia, e pelo eng. agrônomo Victor Viníciu.
Ao longo dos cinco dias de curso foram abordados temas relacionados à fertirrigação como técnica de adubação, fertirrigação com efluentes, qualidade da água para irrigação, tratamento adicional de efluentes com plantas aquáticas, potencial agronômico do uso de dejetos de suínos, e detalhes do Termo de Referência Padrão Número 05/SUIMIS/Sema-MT.
Engenheiros agrícolas e agrônomos são os únicos profissionais habilitados na graduação para a elaboração de projetos de fertirrigação e fertilização. Outros profissionais de áreas correlatas conquistam essa atribuição apenas com o título de mestre ou doutor no assunto.
“O curso foi um passo chave que a Sema-MT deu a caminho da unificação de informação entre os técnicos e analistas de meio ambiente. Isso enriquece cada vez os projetos de fertirrigação/fertilização, uma vez que os técnicos capacitados irão apresentar projetos cada vez mais completos, evitando pendências e demora na liberação das licenças ambientais”, destacou Canabarro.
“O mercado de trabalho exige cada vez mais profissionais capacitados, bons projetos, boas práticas ambientais e retorno financeiro ao empreendedor, uma vez que um processo de fertirrigação bem executado traz, além de benefícios ao meio ambiente, o aumento na produtividade agrícola ao empreendedor”,
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb
www.caminhopolitico.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos