Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Baronês Cuiabá

Baronês Cuiabá
O cardápio mais nobre de Cuiabá.

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, Cuiabá, 78005-906

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

segunda-feira, 13 de junho de 2022

Engenheira representa Crea-MT em curso de Fertirrigação ofertado pela Sema-MT

A representante do Crea Mato Grosso no Conselho Municipal de Meio Ambiente de Sinop e no Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Teles Pires, eng. agrícola e ambiental Maria Fernanda Canabarro, participou do Curso de Fertirrigação, ministrado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), entre os dias 6 e 10 de junho.
A fertirrigação é uma técnica de adubação que utiliza a água de irrigação para levar nutrientes ao solo cultivado. “A prática consiste no uso sustentável do efluente líquido tratado, produzido em indústrias e atividades agropecuárias, como: confinamento bovino, suinocultura, frigoríficos, curtumes e outras atividades”, complementou a engenheira.
O treinamento, realizado em alusão ao Dia do Meio Ambiente, comemorado no último domingo (05/06), foi voltado aos analistas ambientais da Sema e responsáveis técnicos credenciados. A capacitação foi conduzida por José Wilmar da Silveira Neto, mestre em Tecnologias e doutor em Engenharia, e pelo eng. agrônomo Victor Viníciu.
Ao longo dos cinco dias de curso foram abordados temas relacionados à fertirrigação como técnica de adubação, fertirrigação com efluentes, qualidade da água para irrigação, tratamento adicional de efluentes com plantas aquáticas, potencial agronômico do uso de dejetos de suínos, e detalhes do Termo de Referência Padrão Número 05/SUIMIS/Sema-MT.
Engenheiros agrícolas e agrônomos são os únicos profissionais habilitados na graduação para a elaboração de projetos de fertirrigação e fertilização. Outros profissionais de áreas correlatas conquistam essa atribuição apenas com o título de mestre ou doutor no assunto.
“O curso foi um passo chave que a Sema-MT deu a caminho da unificação de informação entre os técnicos e analistas de meio ambiente. Isso enriquece cada vez os projetos de fertirrigação/fertilização, uma vez que os técnicos capacitados irão apresentar projetos cada vez mais completos, evitando pendências e demora na liberação das licenças ambientais”, destacou Canabarro.
“O mercado de trabalho exige cada vez mais profissionais capacitados, bons projetos, boas práticas ambientais e retorno financeiro ao empreendedor, uma vez que um processo de fertirrigação bem executado traz, além de benefícios ao meio ambiente, o aumento na produtividade agrícola ao empreendedor”,
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb
www.caminhopolitico.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos