Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
AV. CASTELO BRANCO, 2500 - CENTRO SUL, VÁRZEA GRANDE

sexta-feira, 1 de julho de 2022

A nossa parte contra a Covid-19

A vacinação contra a Covid-19 foi fundamental para estancar o pico de infecção e de mortes pela doença, continua sendo essencial e será sempre a melhor medida de prevenção. Quem se vacina, aumenta as defesas contra o vírus. Mesmo que seja infectado, desenvolve quadros bem menos sérios, com sintomas mais leves. O alerta é necessário porque os casos positivos de Covid-19 continuam em alta em nosso estado, fomentados por pessoas que ainda não terminaram todo o esquema vacinal – que inclui tomar as três doses do imunizante. 
Nos últimos 30 dias, os casos confirmados de Covid-19 aumentaram 534% em Mato Grosso e os falecimentos decorrentes da doença subiram 231% no mesmo período. Os números são da Secretaria de Estado de Saúde (SES), que alertou ainda que 91% dos 101 pacientes internados em UTI’s são pessoas que não se vacinaram três vezes.
Fazer o ciclo completo da vacinação é uma ação de cuidado com a saúde não apenas do indivíduo, mas de todos ao seu entorno. Se você está vacinado, as chances de transmitir o vírus caem, assim como a probabilidade de você precisar de cuidados intensivos.
E não é falta de vacina. Recentemente, a SES informou que o estado de Mato Grosso tem 646 mil doses disponíveis, de diferentes fabricantes (Coronavac, Pfizer, Astrazeneca e Jansen).
Apenas com o avanço da vacinação foi possível voltarmos a uma normalidade relativa, em que podemos passear, visitar pessoas, participar de eventos e suspender a obrigatoriedade de usarmos as máscaras. Porém, com o incremento no volume de infectados, o sinal de alerta volta a ser acionado. Afinal, são 759.242 casos já confirmados em Mato Grosso, desde o início da pandemia.
Escrevo sobre isso porque ontem, após testar positivo para Covid-19, passou um filme em minha cabeça. O quanto amadurecemos como sociedade após a pandemia! Vimos os centros de pesquisa, a ciência, fazer a sua parte e, em tempo recorde, nos oferecer vacinas eficientes.
Se hoje, isolado em casa, em repouso e com sintomas leves, consigo tocar minhas atividades serenamente, é porque cumpri à risca as orientações. Me vacinei, meu sistema imunológico está forte. Embora ninguém esteja imune ao vírus, é um outro cenário que vivemos hoje. Estou em tratamento e no caminho para a recuperação.
O que não podemos é baixar a guarda. Ainda vamos conviver por um tempo com o ‘novo’ coronavírus. A quarta dose da vacina chegou para quem tem mais de 40 anos e é questão de tempo que a população seja novamente imunizada e, assim, protegida contra a doença.
Cabe a nós, cidadãos, fazermos, cada um de nós, a nossa parte. Prevenir, cuidar um pouco mais, nos vacinar: a melhor medida de saúde é fazermos o que for possível para minimizarmos nossos riscos de adoecermos. Esse é o caminho.
Túlio Fontes é advogado. Foi prefeito da cidade por duas vezes e hoje é suplente de deputado estadual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos