Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
AV. CASTELO BRANCO, 2500 - CENTRO SUL, VÁRZEA GRANDE

sábado, 9 de julho de 2022

Crea-MT participa de debate técnico sobre VLT x BRT em Conferência na AMM

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT) participou, quinta-feira, 07 de julho da Conferência Municipal Sobre o Modal de Transporte Público (VLT X BRT), realizada pela Prefeitura de Cuiabá, no auditório da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM). O encontro teve como objetivo garantir transparência as informações e apresentar, de fato, as vantagens e ou desvantagens dos dois modais de transporte. Ao fazer uma explanação sobre o VLT, o presidente do Crea-MT, eng. civil Juares Samaniego explicou que esse modelo, o que estão apresentando, é exclusivo para ônibus. Da forma em que estão colocando que terá acesso para outros veículos como ambulâncias, não será um corredor exclusivo. “ Já o VLT é uma linha exclusiva, propondo, modernidade, celeridade e agilidade no tráfego. Vale ressaltar outro fator importante que deve ser esclarecido é a relação da composição tarifária”, destacou Juares.
Ainda segundo o engenheiro civil, que é secretário de Mobilidade Urbana de Cuiabá, a pesquisa é semanal, colocando como base o número de passageiros ao dia. “As questões relacionadas a valores de tarifa são relativas. Em agosto, o valor era de R$ 8, onde foram transportados cerca de 70 mil usuários. E hoje são mais de 205 mil passageiros”, disse Juares.
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro destacou que a Conferência Municipal é voltada exclusivamente para o povo e a sociedade de modo geral. Não é para nenhuma autoridade, prefeito, vereador ou governo. É uma contribuição que a Prefeitura de Cuiabá, com a realização desse encontro, dá para colocar luz no debate sobre a escolha do melhor modal de transporte.
“O Brasil está colocando luz, para que Cuiabá possa sair das trevas desse embate que já dura cerca de dez anos, com 44 vagões parados e um projeto já aprovado”, declarou o prefeito. A população precisa conhecer quanto já foi gasto de fato com o projeto do VLT, qual prazo para a conclusão da obra, qual será a forma de operacionalização, valor da tarifa. É um evento para debater o que será o VLT e o BRT. É um espaço para esclarecimento sobre o que realmente interessa, qual o melhor modal a fim de promover a cidadania e dignidade para quem depende do transporte público”, ressaltou o prefeito de Cuiabá.
O vice-prefeito José Roberto Stopa disse que a Conferência é um espaço para esclarecimento de dúvidas e informações técnicas. “Claramente a Prefeitura de Cuiabá defende o VLT. Nós temos a certeza de que esse é o melhor caminho. É o modal mais moderno, eficiente e sustentável. É inadmissível deixar para trás mais de um bilhão de reais. Abandonar um sistema moderno e mudar para um modelo conservador. As grandes capitais estão deixando o BRT e migrando para o VLT. Por isso, esperamos com essa conferência deixar tudo bem esclarecido”, ponderou Stopa.
Já o presidente da Câmara Municipal, vereador Juca do Guaraná, informou que o legislativo municipal não está de braços cruzados sobre os modais de transporte. “Se formos analisar friamente, nós não dependemos do transporte. É a população que precisa ser ouvida. Estamos à disposição e agradecemos em nome da Câmara de Cuiabá, e parabenizá-lo pela iniciativa, sempre voltada para o bem-estar da população cuiabana”, disse o vereador.
“O comércio é o maior empregador de Mato Grosso. Nós deixamos de perguntar para aquele que depende do transporte coletivo para locomoção diária, não foi consultado. Essa consulta pública já devia ter sido realizada. Nós não apoiamos nenhum lado político. Nós defendemos os nossos trabalhadores, que merecem um transporte de qualidade e seguro. Nós somos a favor da população cuiabana e várzea-grandense. Se o primeiro mundo merece, nós de Mato Grosso vamos retroceder e falar em BRT? É um retrocesso muito grande”, questionou o presidente da Fecomércio, José Wenceslau Júnior.
O diretor e representante da Ordem dos Advogados do Brasil- OAB MT, Helmut Daltro, considera a discussão mais do que válida. “Debates que trazem como linha de ação e o bom diálogo, principalmente em questões sensíveis à sociedade, sobre o caso dessa discussão técnica do VLT ou BRT. A OAB está sempre à disposição da Prefeitura de Cuiabá para servir de balizador. Esperamos que seja escolhido o melhor e o modelo mais recomendado do modal de transporte, para atender o anseio da sociedade”, argumentou Helmut.
O deputado federal José Medeiros parabenizou a iniciativa do prefeito em colocar em debate o assunto VLT. “O modal é um tema que tem tomado dimensão nacional. Vários segmentos voltaram os olhos para a capital de Mato Grosso, mas não de forma positiva. Por isso que te parabenizo, em colocar pela primeira vez, esse assunto num debate técnico. Sou a favor daquele que não quer jogar um bilhão no mato’”, disse Medeiros.
Além de profissionais do Sistema Confea/Crea, ao todo, mais de 250 pessoas ligadas à órgãos públicos , intuições e entidades públicas, participaram do evento , entre elas: CÇamara Federal, Câmara Municipal de Cuiabá, União Cuiabana da Associação de Moradores de Bairros, Federação do Comércio, Ordem dos Advogados do Brasil, Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Mato Grosso( Creci), Federação Mato-grossense de Bairros, Aprosoja , além de líderes comunitários.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos