Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
AV. CASTELO BRANCO, 2500 - CENTRO SUL, VÁRZEA GRANDE

segunda-feira, 11 de julho de 2022

Produtores devem investir em prevenção para evitar incêndios rurais

Com o início do período da seca em Mato Grosso, aumenta a probabilidade de incêndios rurais em razão das altas temperaturas, da baixa umidade relativa do ar e da falta de chuvas. Para evitar o início do fogo nas áreas rurais, os produtores devem se utilizar de estratégias de prevenção e intensificar os cuidados neste período. O diretor-técnico da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat,) Francisco Manzi, dá dicas de alternativas que podem ser adotadas pelos produtores, que desde o dia 1º de julho não podem utilizar o fogo nas áreas rurais para atividades de limpeza de pastagem, em razão do período proibitivo declarado em todo o Estado.
Entre as opções de prevenção estão a realização de aceiros – limpeza da vegetação seca em terrenos no entorno das propriedades – e a manutenção das redes elétricas que estejam mais próximas aos imóveis rurais, por exemplo.
“Os produtores devem fazer aceiros, sobretudo nas áreas próximas às rodovias, pois se sabe que nelas se originam muitos dos incêndios ambientais. Também devem ter cuidado com as propriedades vizinhas e ter cuidado com as linhas de transmissão de energia elétrica. É preciso exigir que as empresas fornecedoras de energia elétrica façam a manutenção, pois cabos rompidos podem originar faíscas e se transformar em incêndios”, afirmou Manzi.
Outra sugestão é manter a comunicação entre os moradores das propriedades próximas para que, caso seja identificado algum foco de incêndio, os produtores possam atuar em conjunto, a fim de evitar sua propagação e possíveis estragos em suas áreas.
“É importante manter contato com os vizinhos para que, em caso de início de incêndio, todos possam se unir e rapidamente controlar as chamas. O tempo corre contra o produtor rural no início de incêndio. Portanto, quanto antes for identificado, mais rápido será possível controlar e evitar estragos”, afirmou o diretor.
Período proibitivo – O período proibitivo do fogo está previsto no decreto nº 1.356, de 13 de abril de 2022, publicado pelo Governo de Mato Grosso. Entre 1º de julho e 30 de outubro fica autorizado o uso do fogo somente para as práticas de prevenção e combate a incêndios realizadas pelas instituições públicas responsáveis.
Assessoria/Caminho Político
@CaminhoPolitico @CPWeb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos