Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

O MATOGROSSO

O MATOGROSSO
Fatos, Realidade e Interativo com o Público

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

quinta-feira, 11 de agosto de 2022

FIEMT: Produção industrial de Mato Grosso registra a maior alta nacional no primeiro semestre do ano

O saldo positivo foi provocado pelo setor alimentício, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis, conforme IBGE. Na contramão da maioria dos estados brasileiros, Mato Grosso registrou crescimento na produção industrial no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. A alta foi de 22%.  A Pesquisa Nacional da Industria foi realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgada também pelo Observatório da Indústria da Federação dasIndústrias de Mato Grosso (Fiemt).
O presidente da Fiemt, Gustavo de Oliveira comemora os resultados da indústria obtidos. Segundo ele, o setor vem apontando crescimentos acima da média nacional. “É um processo industrial ganhando força e agregando valor na economia do estado, que já é campeão na produção primária de alimentos”.
O saldo positivo foi provocado pelas indústrias mato-grossenses do setor alimentício (carnes de bovinos congeladas, frescas ou refrigeradas e tortas, bagaços, farelos e outros resíduos da extração do óleo de soja), produtos derivados do petróleo e biocombustíveis.
Bahia (9,4%), Rio de Janeiro (3,6%), Goiás (1,6%), Amazonas (1,2%), Rio de Grande do Sul (0,4%) e Região Nordeste (0,3%) mostraram as demais taxas positivas.
Mato Grosso (de 10,7% para 13,0%) junto com a Bahia (de -3,9% para -2,7%) assinalaram os maiores ganhos no acumulado dos últimos 12 meses. Onze dos 15 locais pesquisados registraram taxas negativas em junho e nove apontaram menor dinamismo frente aos índices de maio.
O resultado positivo também foi observado em junho deste ano em relação ao mesmo mês de 2021. Mato Grosso (18,8%) obteve o melhor resultado entre as demais unidades da federação, passando o estado da Bahia (11,9%) que ocupava a primeira posição anteriormente.
Por outro lado, o saldo da produção do mês de junho em relação ao mês de maio apresentou queda de -2,8% em Mato Grosso, contribuindo para o recuo (-0,4%) da produção nacional.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos