Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

terça-feira, 29 de agosto de 2023

Tem algo errado!

No estampido do estouro da boiada, se perde a razão, se age no instinto e a única resposta é a de que não tem jeito. Não há teto para o fim da corrida, não importa a direção. O que domina a cabeça dos envolvidos é a sensação de paralisia e de impotência. Conduzida muitas vezes por oportunistas de plantão, a velocidade dos acontecimentos se multiplica e ganha a cada análise, novos fatores que contribuem para a potencialização dos fatos. O efeito “manada” que assistimos na queda dos preços do boi, neste momento, tem explicação lógica, já que não se discute a lei da oferta e procura, o que não se explica é o atual excesso de oferta, quando todos os analistas previam um vácuo entre o boi de pasto e o segundo “tombo” do confinamento. Se havia relativa estabilidade de mercado em um momento, vivemos inversões enormes em momentos subsequentes. Deixando indústria e produtores à mercê de intempéries de um mercado desgovernado.
Iniciamos o ano com boas perspectivas de um mercado estável e em crescimento orgânico. Em um segundo momento, com paralisação de um mercado na exportação, tivemos boi em baixa e carne estabilizada em alta. Alternamos o movimento uma terceira vez, com a reabertura do mercado e boi em alta e carne em baixa. Já em um quarto momento, boi em baixa com carne estabilizada.
Para um quinto e atual momento com baixa no boi e na carne. Neste movimento não há contradição, o que não se esperava é que fosse tão acentuada a baixa, porque a velocidade desta baixa deixa a impressão de que não exista chão, já que os números caíram muito a baixo dos custos e de qualquer aposta por mais pessimista que fosse.
Não se aperta a “barrigueira” cavalgando, o que urge é uma ou duas semanas de estabilidade para que as cabeças pensem e que se retome as rédeas deste mercado revolto e instável.
O produtor trabalhando abaixo dos seus custos não será produtor, quando as ofertas se forem e o mercado estiver demandando.
Paulo Bellincanta é presidente do Sindifrigo em Mato Grosso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos