Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

quinta-feira, 31 de agosto de 2023

Wilson quer derrubar portaria que deu prisão especial a assassino de advogada

Decreto legislativo tira benefício de ex-policiais. O deputado estadual Wilson Santos (PSD) apresentou nesta quarta-feira (30), um Projeto de Decreto Legislativo para "sustar os efeitos do § 1º do artigo 2º da Portaria nº 066/2021/GAB/SAAP/SESP, da Secretaria de Estado de Segurança Pública, que trata da prisão especial a servidores ativos ou aposentados de Órgãos de Segurança e da Justiça. 
O texto garantiu ao ex-policial Almir Monteiro dos Reis, 49 anos, assassinado confesso da advogada Cristiane Castrillon da Fonseca Tirloni, de 48 anos, prisão especial, na Cadeia Pública de Chapada dos Guimarães. O crime aconteceu no dia 13 de agosto deste ano, em Cuiabá. A vítima foi espancada e asfixiada pelo criminoso que deixou seu corpo dentro de um carro no Parque das Águas, em Cuiabá. 
Wilson sustenta que o ex-policial não faz jus à regalia, já que foi expulso da Polícia Militar após ser preso em flagrante por roubo a um posto de combustíveis em Cuiabá, em fevereiro de 2013. O homem foi denunciado pelo Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) por roubo majorado e formação de quadrilha.
A expulsão de Amir foi oficializada no Diário Oficial em março de 2015, por "infringir os valores éticos, morais, deveres e obrigações do Estatuto dos Militares do Estado de Mato Grosso".
"É um absurdo que um feminicida, ex-policial expulso da corporação, tenha direito à prisão especial. Ele matou uma mulher, depois deixou o corpo dentro do carro dela a 6 km do local do crime. Voltou para casa, limpou a cena do crime e se calou de forma fria e vil. Não podemos permitir que ele tenha qualquer tipo de privilégio. Por isso, estamos pedindo a supressão do § 1º. que inclui ex-servidores das forças de segurança no rol de pessoas que devem ser detidas na Cadeia Pública de Chapada, considerada prisão especial", explicou o deputado.
Depois de intenso debate, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (União), deferiu pedido de vista compartilhada aos deputados Beto Dois a Um (PSB) e Elizeu Nascimento (PL). Ambos parecem não ter entendido o teor do PDL. Elizeu chegou a confundir ex-policial com policial da reserva, como ele.
Prisão
Inicialmente, Almir Monteiro do Reis foi preso em presídio público em Chapada dos Guimarães, depois, por determinação judicial, foi transferido para a Penitenciária Central do Estado. Na última segunda-feira (28), o juiz da 2° Vara de Execuções Penais de Cuiabá, Geraldo Fidélis, determinou que o ex-policial retornasse para a Cadeia Pública.
Assessoria/Caminho político
@caminhopolitico cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
#CALOTEDÍVIDAMILIONÁRIAPREFEITURAdeCUIABÁR$165Milhões
#renunciaemanuel #chicocinquentinha
#renunciestopaRADO #STOPAradoNAmutretagem
#NÃOreelezaVEREADORESemCUIABÁ
#FACISTASpoliticosRELIGIOSOSnunca!
#casadoshorrores #casadamutreta #CASAdosHORRORESedaRACHADINHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos