Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

segunda-feira, 6 de novembro de 2023

BID Pantanal vai financiar o saneamento básico de Barão de Melgaço

O município vive situação de emergência por conta da contaminação da água. Barão de Melgaço vai ser beneficiada com R$ 20 milhões para resolver problemas com saneamento básico. O anúncio foi feito pelo deputado estadual Wilson Santos (PSD) durante audiência pública que discutiu as regras e a aplicabilidade do programa BID Pantanal na cidade, na última quarta-feira (1°).
O dinheiro poderá ser usado na construção de nova captadora, estação de tratamento de esgoto e conclusão da rede de distribuição de água. O município vive situação de emergência por conta da contaminação da água que abastece a população.
“Em virtude das dificuldades observadas, Barão de Melgaço e Várzea Grande poderão utilizar parte do recurso para melhorar o saneamento básico e, dessa forma, garantir mais qualidade de vida para a população”, explicou o deputado.
O programa visa a criação de políticas estruturantes para geração de renda no campo através do desenvolvimento da agricultura familiar. Também a preservação de recursos hídricos e na produção sustentável com ações voltadas ao saneamento básico para evitar a contaminação do lençol freático e das águas superficiais, e investimentos em infraestrutura para o escoamento da produção.
Em Barão, o vereador Dudu Amorim (PSC) disse que a contaminação da água se dá pelo despejo de esgoto em alguns canais e pelo rompimento da tubulação de água em vários pontos; isso por conta da idade destes tubos. o parlamentar alertou que o lixo coletado na cidade é despejado em um terreno a quatro quilômetros da cidade, entre as baías do Buritizal e Recreio.
"Não é um lixão adequado, o que faz a cidade ficar em situação complicada, especialmente nos períodos de chuva, quando muitos resíduos vão parar nas baías do Pantanal. Sem falar do esgoto que vem de Cuiabá e Várzea Grande”, disse Amorim.
O BID Pantanal é um programa do Governo Federal que será executado pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Está focado em quatro os eixos: renda, educação, sustentabilidade e infraestrutura. Deve atender projetos estruturantes desenvolvidos por Arranjos Produtivos Locais (APL), associações, sindicatos e prefeituras. 
Edson Paulino de Oliveira, representante do Mapa, apresentou dez projetos que serão desenvolvidos em Barão de Melgaço, num montante superior a R$ 80 milhões. As propostas contemplam as cadeias do mel, peixe, leite, mandioca, hortifrúti, cana-de-açúcar e frango caipira, dentro do objetivo de trabalhar as vocações produtivas do local. 
Na parte de infraestrutura, estão previstas obras de recuperação de pontes, para escoamento da produção, e de escolas. O município tem mais de 11 mil m2.
O cacique Roberto Maridoprado, da Terra Indígena Perigara, entregou ao deputado Wilson Santos um ofício com pedidos de melhorias para a estrada de acesso à aldeia.
"Percorremos mais de 200 quilômetros para compartilhar nossa realidade nesta audiência pública. Esperamos ser atendidos em nossas solicitações e, a respeito do BID Pantanal, que o dinheiro chegue e seja usado com transparência”, pontuou o cacique.
BID Pantanal e audiências públicas
Barão de Melgaço foi a nona cidade a receber audiência pública para discutir o BID Pantanal. O projeto, financiado pelo Banco Interamericano de Investimentos (BID), deverá destinar US$ 200 milhões, ou pouco mais de R$ 1 bilhões, para serem distribuídos entre 12 municípios mato-grossenses que têm relação com o Pantanal: Cuiabá, Cáceres, Livramento, Chapada dos Guimarães, Jangada, Barão de Melgaço, Várzea Grande, Acorizal, Santo Antônio, Rosário Oeste, Nobres e Poconé.
O BID Pantanal tem o apoio técnico da Empaer Mato Grosso.
Assessoria/Caminho Politico
@caminhopoliticomt @cpweb
Curta nosso instagram: @caminhopoliticomt

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos