Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

sábado, 23 de dezembro de 2023

“Para quem vive na floresta ou vive da floresta, houve uma mudança muito forte”, avalia coordenador sobre atuação do REM MT no norte do estado

Paulo no programa Show da Manhã, da rádio Capital: “Para quem vive na floresta ou vive da floresta, houve uma mudança muito forte, muito importante nos últimos anos com o apoio do Programa REM MT. Isso eu posso falar porque eu vivo diariamente, eu acompanho isso há mais de 30 anos”, avaliou o engenheiro agrônomo e coordenador do projeto Man Gap, Paulo Nunes, durante entrevista ao programa Show da Manhã, da Rádio Metrópole FM, em Cuiabá.
Desenvolvido pela Associação do Povo Indígena Zoró Pangyjej – APIZ, o projeto Man Gap vem realizando atividades que promovem o desenvolvimento sustentável e fortalecem a economia nos territórios indígenas dos Povos Zoró, Apiaká, Kayabi e Munduruku em Mato Grosso. O projeto conta com apoio do Programa REM MT.
Paulo Nunes explica como funciona o programa, que tem por objetivo fortalecer povos e comunidades tradicionais, assim como a manutenção da floresta em pé.
“O REM MT é um programa do governo do estado que recebe recursos da cooperação internacional, de governos como Alemanha e Reino Unido, e tem como objetivo principal premiar e oferecer ajuda ou apoio às comunidades e organizações que apoiam comunidades de agricultores familiares, povos indígenas, ribeirinhos e quilombolas, que estão desempenhando um papel muito importante na situação atual que estamos vivendo, que diz respeito à conservação de áreas de floresta. Então, esses povos ajudam a proteger esses territórios, porque a base da cultura e história desses povos é justamente o principal meio de vida que é a floresta”, explica sobre a atuação do REM MT.
Há 30 anos trabalhando na região de floresta do estado, Paulo avalia que mudanças importantes ocorreram após o REM MT começar a atuar no local, apoiando projetos que estimulam a cadeia de valor da sociobiodiversidade. O Projeto Man Gap, por exemplo, trabalha com a castanha da Amazônia – Man Gap, da língua tupi mondé, remete ao nome do fruto da castanheira.
“É um tempo novo. Eu acompanho esse trabalho há mais de 30 anos nessa região de floresta aqui de Mato Grosso e os avanços que nós observamos depois do início desse programa REM MT são significativos na área de conservação de florestas”, disse.
No entanto, ele também pontua que há desafios para serem enfrentados, mas há uma perspectiva otimista.
“O governo ainda tem um trabalho grande para ser feito, porque você tem vários problemas aí com relação à regularização de áreas, grilagem de terra, áreas que são desmatadas sem documentação, sem licença, tem muita coisa para ser corrigida. Mas, em termos do que está acontecendo, para quem vive na floresta ou vive da floresta, houve uma mudança muito forte”, cita.
Assessoria/Caminho político
@caminhopolitico @cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos