Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

sábado, 6 de janeiro de 2024

8 DE JANEIRO: ‘Responsabilidade política de Bolsonaro é inequívoca’, diz Gilmar Mendes sobre o 8 de janeiro

Decano do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Gilmar Mendes afirmou à agência de notícias AFP que a “responsabilidade política” de Jair Bolsonaro (PL) pela tentativa de golpe observada no dia 8 de janeiro de 2023 é “inequívoca”.
Ele destacou que o governo Bolsonaro “incentivava algum tipo de anarquia, especialmente no que diz respeito às forças policiais” e concluiu que militares resistiram a agir contra os golpistas que depredaram Brasília por um “estímulo” de Bolsonaro. “Acredito até mesmo que os militares não retiraram esses invasores, manifestantes [dos prédios] por conta de algum estímulo que havia por parte da própria Presidência da República”.
O magistrado também citou os ataques de Bolsonaro às urnas eletrônicas ao longo de 2022: “eles sabiam e tinham informações suficientes de que o sistema é imune a fraude, não obstante, nós sofremos toda a coação que sofremos durante a presidência do ministro [Edson] Fachin à frente do TSE por conta do ministro da Defesa Paulo Sérgio, que toda manhã escrevia uma carta sugerindo algum tipo de medida”.
Gilmar Mendes também responsabilizou a propaganda anti-Supremo feita por Bolsonaro e seus aliados pelo ódio contra a Corte e seus integrantes: “é dito a eles que nós é que impedimos que o governo governasse. (…) Parece que se depositou muito mais raiva, ódio, contra o Supremo, o que mostra que a propaganda que se fazia foi efetiva nesse sentido”.
brasil247/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos