Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2024

AGRICULTURA FAMILIAR: Seaf apresenta para Botelho projeto inovador: Aquaponia e Piscicultura

Com emenda parlamentar, Escola de Educação Especial vai receber projeto piloto. O deputado Eduardo Botelho, presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso – ALMT, selou mais uma parceria para ajudar pequenos produtores rurais. Em caráter experimental, o projeto Aquaponia e Piscicultura em Recirculação, será implementado pela Secretaria Estadual de Agricultura Familiar – Seaf, na Escola Estadual de Educação Especial Raio de Sol, em Cuiabá, onde 115 alunos deficientes cultivam plantas medicinais.
Para isso, Botelho vai destinar emenda de R$ 200 mil para ajudar na execução do projeto, que após um ano de experimento, poderá ser inserido nas pequenas comunidades rurais, gerando emprego e renda às famílias da Agricultura Familiar, organizadas em associações.
A parceria foi firmada durante reunião com Clovis Figueiredo Cardoso, secretário adjunto da Seaf, nesta terça-feira (6), na presidência da ALMT. Cardoso disse que o projeto sustentável já surpreende em algumas localidades de São Paulo.“Esse projeto, de São Paulo, tem uma característica muito importante que é a criação de peixes e os resíduos usados para alimentar as plantas. É altamente sustentável, com a reciclagem da água e alimento para o peixe. Então, nosso intuito é mostrar aos deputados, por meio do presidente Botelho, a possibilidade de abraçar também esse projeto. O Estado precisa de peixe, nosso consumo cresce, mas a produção diminui. Então, é uma possibilidade para a baixada cuiabana e todo Mato Grosso”, informou Cardoso.
Também participou da reunião, Brasílio Soares, responsável pela Cadeia Produtiva da Piscicultura e Aquicultura da Seaf. Ele disse que a pasta tem trabalhado essa ideia. E esse projeto poderá trazer uma solução mais efetiva à baixada cuiabana, aumentando a capacidade de produção, com zero emissão de carbono, usando menos 90% de água do que a piscicultura convencional e, poderá ser inserido nas pequenas comunidades, ocupando menor espaço.
“Fizemos algumas visitas para validar esse projeto e viemos apresentá-lo ao deputado Botelho, para transformar essa ideia em realidade em Mato Grosso, principalmente, na baixada cuiabana que tem uma deficiência na piscicultura”, esclareceu Soares.
Cada módulo do projeto é de 100 metros quadrados, conforme Soares detalhou, para a produção de 250 quilos de peixes por ciclo e de dois mil pés de hortaliças, através do processo de recirculação da água, levando nutrientes às plantas.
“A otimização da água é muito grande e a licença ambiental simplificada. Acredito que para os assentamentos e as associações, que queiram ter uma renda, com segurança alimentar e sustentabilidade, esse projeto devolverá o nosso peixe à baixada cuiabana”, afirmou, ao acrescentar que são dois projetos pilotos: um em Cuiabá e outro em Tangará da Serra.
O deputado, que conhece bem a realidade das comunidades rurais, disse que o projeto é diferente e inovador, uma vez que vai adequar à produção de hortifrutigranjeiros com a de peixes. Otimista, Botelho assegurou apoio necessário para o experimento.
“Vou destinar uma parte das emendas para fazermos o modelo experimental, mas esse projeto pode sim vir a ser uma opção à agricultura familiar e ribeirinhos. E, dentro de um ano vamos avaliar como funcionará em Cuiabá, na questão do calor e umidade. Mas vejo como uma esperança muito grande. Estamos discutindo a possibilidade de fazer em uma escola e depois estender, com financiamento e subsídio do governo, para os pequenos agricultores”, concluiu o deputado.
Também participou Maria Cristina de Carvalho, da Coordenadoria de Acesso aos Mercados da Seaf.
biocult – o projeto foi elaborado pela Biocult, que é uma startup brasileira que oferece soluções sustentáveis para culturas agrícolas através da biotecnologia. E tem especialização tecnológica em Produtividade, Resíduos, Economia de Água, Piscicultura, Aquaponia e Hidroponia.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos