Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2024

CHILE: Incêndios florestais no Chile deixam mais de 110 mortos

Presidente Gabriel Boric declara estado de emergência e diz que número de mortos deve subir. Mais de 1.100 casas foram destruídas pelas chamas, que afetaram em particular a região turística de Viña del Mar. Dezenas de incêndios florestais no Chile nos últimos dias provocaram pelo menos 112 mortes e várias pessoas seguem desaparecidas, segundo dados informados pelo governo neste domingo (04/02).
O presidente Gabriel Boric declarou estado de emergência nas regiões Central e Sul do Chile devido à catástrofe, favorecida por temperaturas de até 40 graus Celsius e um clima mais seco que o usual.
Boric alertou que o número de mortos deve subir e prestou condolências aos familiares das vítimas. Ele designou mais unidades militares para combater os incêndios e pediu aos cidadãos que cooperem com as equipes de emergência.
"Se você for orientado a sair de um local, não hesite em fazer isso", disse o presidente. "As chamas estão avançando rápido e as condições climáticas tornam o controle difícil. Há temperaturas altas, ventos fortes a baixa umidade."No sábado, o governo contabilizava 143 focos de incêndio em todo o país, que cobriam uma área de 21 mil hectares, e pelo menos 1.100 casas destruídas.
Desastre em Viña del Mar
Nas colinas que cercam a cidade litorânea de Viña del Mar, ruas inteiras foram queimadas na noite de sábado. Milhares de pessoas que haviam deixado suas casas após uma ordem de evacuação só encontraram destroços queimados quando retornaram, e corpos cobertos por panos jaziam nas ruas. Uma espessa fumaça cinza pairava sobre a cidade.
Viña del Mar está localizada na região turística de Valparaíso e fica a cerca de uma hora e meia de carro da capital Santiago. É um destino de férias popular nos meses de verão. A prefeita Macarena Ripamonti falou de uma "catástrofe sem precedentes". Nunca houve uma crise "dessa magnitude na região de Valparaíso", disse.
Casas também foram destruídas pelas chamas nas cidades de Estrella e Navidad, a sudoeste da capital. Também houve evacuações na cidade de Pichilemu, que é considerada um paraíso para o surfe.
Fotos de motoristas fugindo das chamas foram compartilhadas em redes sociais, além de imagens de montanhas em chamas na rodovia Ruta 68, usada por muitos turistas no verão.
Hospitais e casas de repouso evacuadas
"Estou aqui há 32 anos e nunca imaginei que isso fosse acontecer", disse Rolando Fernández, um dos moradores da região de Viña del Mar que perdeu sua casa. Ele afirmou ter visto pela primeira vez o fogo queimando na sexta-feira em uma colina próxima. Em 15 minutos, a área estava envolta em chamas e fumaça, forçando todos a correr para salvar suas vidas. "Trabalhei minha vida inteira e agora fiquei sem nada."
Três abrigos foram montados na região de Valparaíso, e 19 helicópteros e mais de 450 bombeiros foram enviados para a área. As chamas na região forçaram a evacuação de quatro hospitais e três casas de repouso para idosos e destruíram dois terminais de ônibus
O Chile e outros países do sul da América da Sul estão sofrendo com uma onda de calor há dias. Na Argentina, os bombeiros estão lutando contra um incêndio de grandes proporções desde o final de janeiro, que já destruiu mais de 3 mil hectares de terra no Parque Nacional Los Alerces. Na Colômbia, mais de 17 mil hectares de florestas foram destruídas em janeiro por incêndios.
De acordo com especialistas, o calor está ligado ao fenômeno climático El Niño, que se caracteriza pelo aquecimento das águas superficiais do Pacífico.
bl (dpa, afp, ap)Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos