Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

O MATOGROSSO

O MATOGROSSO
Fatos, Realidade e Interativo com o Público

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2024

Estadão: Jornalista cita ativismo judicial e forte politização do STF

Nesta segunda-feira (19), o jornalista Carlos Alberto Di Franco publicou no Estadão um texto no qual citou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, e a Operação Tempus Veritatis, que foi deflagrada pela Polícia Federal (PF), no último dia 8, contra aliados e ex-ministros do governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Na publicação intitulada Golpismo – espetáculo versus respeito à lei, Di Franco destacou que o Brasil foi “sacudido por mais uma ação espetacular desencadeada pela Polícia Federal por decisão do ministro Alexandre de Moraes”. O ativismo judicial, a forte politização do STF, o excesso de protagonismo (inclusive fora dos autos) e certa dose de messianismo justiceiro, sempre em nome de uma boa causa, acabam comprometendo a credibilidade das decisões e a imagem pública da Corte – diz o texto.
O jornalista defendeu ainda que o país “precisa recuperar a tranquilidade e a segurança jurídica”.
– Não podemos ter medo de pensar e de opinar. A liberdade de expressão, cláusula pétrea da Constituição, não pode estar submetida aos fervores punitivos dos que se consideram donos da Nação. Ninguém pode ser considerado culpado até prova em contrário. E não só as provas precisam ser seguras e confiáveis, como aos suspeitos deve ser garantido o amplo direito de defesa – defendeu.
Para Carlos Alberto, “o STF precisa atuar com cautela”
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos