Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra

Prefeitura Municipal de Tangará da Serra
Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa, 78.300-901 (65) 3311-4800

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)

Deputado Estadual Drº. Eugênio de Paiva (PSB-40)
Agora como deputado estadual, Eugênio tem sido a voz do Araguaia, representa o #VALEDOARAGUAIA! 100% ARAGUAIA!🏆

Governo de Mato Grosso

Governo de Mato Grosso
Palácio Paiaguás - Rua Des. Carlos Avalone, s/n - Centro Político Administrativo

Prefeitura de Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411 - 3500 WhatsApp (Ouvidoria): (66) 9 8438 - 0857

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024

EXTERMINADOR DO FUTURO "EL MORALLES": Barroso rejeita 192 ações para declarar Moraes impedido de julgar casos do 8 de janeiro

Luís Roberto Barroso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), confirmou a permanência do ministro Alexandre de Moraes na relatoria e nos julgamentos relativos aos casos do dia 8 de janeiro.
Na terça-feira, 20, Barroso rejeitou duas solicitações, uma de Jair Bolsonaro, ex-presidente, e outra de uma detida durante as manifestações. Essas duas ações se juntam a outras 190, a maioria das quais foi apresentada por pessoas detidas durante os protestos, pedindo a suspeição ou o impedimento de Moraes. Uma das ações mencionou a entrevista que Moraes deu ao jornal O Globo, onde revelou ter desvendado os planos dos manifestantes. Alguns desses supostos esquemas envolviam enforcar o juiz na Praça dos Três Poderes. Outro plano era levá-lo às Forças Armadas para ser preso. No dia das manifestações, Moraes estava em Paris.
Argumento de Barroso
Bolsonaro recorreu a argumentos similares de outros casos, como a entrevista de Moraes. No entanto, de acordo com Barroso, nenhum dos investigados apresentou motivos que, segundo o Código de Processo Penal e o regimento do STF, justificassem o afastamento do ministro da relatoria.
O presidente do STF argumentou que o entendimento da Corte é que, ao apontar impedimento, a parte precisa “demonstrar, de forma clara, objetiva e específica, o interesse direto no feito por parte do ministro alegadamente impedido”. Para Barroso, “não são suficientes as alegações genéricas e subjetivas, destituídas de embasamento jurídico”. As informações são da Revista Oeste.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96
Luís Roberto Barroso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), confirmou a permanência do ministro Alexandre de Moraes na relatoria e nos julgamentos relativos aos casos do dia 8 de janeiro.
Na terça-feira, 20, Barroso rejeitou duas solicitações, uma de Jair Bolsonaro, ex-presidente, e outra de uma detida durante as manifestações. Essas duas ações se juntam a outras 190, a maioria das quais foi apresentada por pessoas detidas durante os protestos, pedindo a suspeição ou o impedimento de Moraes.
Uma das ações mencionou a entrevista que Moraes deu ao jornal O Globo, onde revelou ter desvendado os planos dos manifestantes. Alguns desses supostos esquemas envolviam enforcar o juiz na Praça dos Três Poderes. Outro plano era levá-lo às Forças Armadas para ser preso. No dia das manifestações, Moraes estava em Paris.
Argumento de Barroso
Bolsonaro recorreu a argumentos similares de outros casos, como a entrevista de Moraes. No entanto, de acordo com Barroso, nenhum dos investigados apresentou motivos que, segundo o Código de Processo Penal e o regimento do STF, justificassem o afastamento do ministro da relatoria.
O presidente do STF argumentou que o entendimento da Corte é que, ao apontar impedimento, a parte precisa “demonstrar, de forma clara, objetiva e específica, o interesse direto no feito por parte do ministro alegadamente impedido”. Para Barroso, “não são suficientes as alegações genéricas e subjetivas, destituídas de embasamento jurídico”. As informações são da Revista Oeste.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico cpweb
Curta nosso Instagram: @caminhopoliticomt
Curta nosso facebook: /cp.web.96

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos