"Onde tem queimada,...

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM
Horário de atendimendo: Manhã: das 08:00 ás 11:00 Tarde: das 13:00 ás 17:00 Telefone: (65) 3308-6000 Ouvidoria: 0800 647 6022

Cuiabá Humanizada

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

"Pró-família chega a Várzea Grande e em outros 18 municípios"

A garantia da alimentação de Melissa Vitória é a prioridade da mãe e da avó dela, Keiliane e Keila de Campos, que a partir de agora poderão adquirir o leite para a bebê com o cartão do programa Pró-Família. Keila recebeu o cartão do programa junto a mais 360 famílias várzea-grandenses na última quinta-feira (22.08) na Escola Estadual Adalgisa de Barros, em Várzea Grande. O programa de iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Setas), já entregou 2.957 cartões em 19 municípios.

Por conta de uma insuficiência respiratória, Melissa tem paralisia cerebral e precisa de um leite que custa cerca de R$ 30,00 por lata. “São seis latas por mês, três conseguimos com a assistência social do município. Por isso o cartão vem em boa hora, agora o leite dela está garantido”, conta a avó Keila de Campos de 34 anos.

Keila é a responsável pela renda de um salário mínimo que mantém a bebê de um ano e quatro meses, e os jovens de 13 e 18 anos. Ela trabalha como auxiliar de produção num frigorífico e o salário garante a sobrevivência dela, dos dois filhos e neta. Os quatro também dividem a casa de apenas uma peça em alvenaria no bairro Capão Grande.

Lina Maria da Costa de 56 anos tem como única renda o valor R$ 100,00 do recém recebido cartão do programa Pró-Família do Governo do Estado. Dona Lina conta que passou a vida cuidando dos irmãos com múltiplas deficiências, e eles recebiam benefícios previdenciários. Porém, todos morreram e agora mora sozinha e sem renda. “Eu fui registrada grande então a minha idade é superior ao registro. Não consigo aposentar, mas também não tenho mais forças para o trabalho. Esse dinheiro vai me ajudar e as agentes de saúde acompanham as minhas necessidades”.

“Reconhecemos esse programa como uma garantia de cidadania as pessoas. Quem receber tem garantida a alimentação, mas mais do que isso, o apoio para deixar a situação de extrema vulnerabilidade”, comenta a prefeita de Várzea Grande Lucimar Campos.

O governador Pedro Taques destacou que o Estado apoia a população, “em especial nesse momento de dificuldade, para garantir a alimentação, e promover qualificação e emprego para mudar a realidade e a vida de cada um”.

O secretário Max Russi reforçou que o programa cria uma rede de proteção social para as pessoas que hoje se sentem a margem da sociedade, sem oportunidades de trabalho ou condições de subsistência.

O titular da Setas lembrou que mais de 70 cartões ainda serão encaminhado à Várzea Grande. Pois a meta de entrega do município nessa oportunidade era de 431 cartões, mas por necessidade de atualização cadastral, essas pessoas não receberam.

Várzea Grande foi 19º município beneficiado pela entrega do cartão, que já aconteceu em Alta Floresta, Barra do Garças, Novo São Joaquim, Alto Garças, Araguaina, Torixoréu, Ribeirãozinho, Ponte Branca, General Carneiro, Pontal do Araguaia, Alto Taquari, Jaciara, Jaciara, Dom Aquino, Juscimeira, Rosário Oeste, Jangada, Acorizal e São Pedro da Cipa. Ao todo, 2957 entre famílias, agentes comunitários de saúde e assistentes sociais receberam os cartões nesses municípios.

Também participaram do evento o secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer Marco Marrafon, secretários municipais e vereadores de Várzea Grande, representantes da sociedade e civil e população em geral.

Também foi entregue ao município um cheque simbólico, no valor de R$ 257 mil, referente ao repasse do Cofinanciamento Social.

Aline Coelho | Setas-MT Fotos: Maria Anffe | Gcom-MT

Nenhum comentário:

Postar um comentário