Mato Grosso Previdência

Mato Grosso Previdência
Av. Dr. Helio Ribeiro, 487, Edifício Concorde - Térreo Bairro: Residencial Paiaguás CEP 78048-250 - Cuiabá - MT Telefone Geral: (65) 3363.5300 Disque Servidor: 0800 647 3633

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM
Horário de atendimendo: Manhã: das 08:00 ás 11:00 Tarde: das 13:00 ás 17:00 Telefone: (65) 3308-6000 Ouvidoria: 0800 647 6022

Cuiabá Humanizada

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

"Deputados aprovam Mensagem do Grupo TAF"

A verba indenizatória para os fiscais de tributos passa a variar de R$ 3 mil a R$ 7 mil. Dos agentes de tributos estaduais passa a ser de R$ 2.400 mil a R$ 5.600 mil. Os deputados aprovaram em sessão realizada na manhã desta quarta-feira (06), em segunda votação, o projeto de lei complementar 14/2017 que define o reajuste da Verba Indenizatória e do subsídio dos integrantes do Grupo TAF – Tributação, Arrecadação e Fiscalização. Na matéria não houve emendas e nem alterações na proposta original do executivo. Com o reajuste, a verba indenizatória para os fiscais de tributos passa a variar de R$ 3 mil a R$ 7 mil. Já a variação da VI dos agentes de tributos estaduais passa a ser de R$ 2.400 mil a R$ 5.600 mil. Os valores da VI serão corrigidas conforme metas de aumento da receita tributária. Na mesma proposta, o subsídio dos servidores do Grupo TAF fica reajustado em 6% a partir de 1º de julho de 2017. De 5% a partir de 1º de julho de 2018 e de 4% a partir de 1º de julho de 2019. Esses valores serão reajustados sem prejuízo da revisão geral anual. Em 2017, com a aprovação do projeto de lei complementar, o impacto-financeiro aos cofres públicos será de R$ 12.818.365,83 milhões. Desse montante, R$ 3.368.400,00 milhões serão destinados para o aumento com a despesa de custeio, e com o pessoal a despesa será de R$ 9.449,965,83 milhões. O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), afirmou que após reunião realizada, hoje pela manhã, com o secretário-chefe da Casa Civil, José Adolpho de Lima, a proposta foi ajusta à reivindicação da categoria. “É um direito conquistado pelo Grupo TAF. Na semana que vem vamos trabalhar para a aprovação da mensagem 71. Esse é o nosso compromisso para que o governo sancione as duas matérias em conjunto. É o governo valorizando os servidores da Sefaz em sua totalidade”, explicou Dal Bosco. Já o deputado Oscar Bezerra (PSB) afirmou que a mensagem 51 - ao longo de 30 dias em tramitação na Assembleia Legislativa – foi discutida exaustivamente entre os parlamentares, a equipe econômica do governo e os representantes do Grupo TAF, por isso chegou a um consenso. Na próxima semana, de acordo com Bezerra, os deputados devem colocar em pauta a mensagem 71, que reajusta o subsídio da carreira dos agentes da administração fazendária (AAF). “Com o acordo firmado, o governo não vai deixar de cumprir o que foi combinado. Aqui tem matérias de grande relevância de autoria do governo e, por isso, acredito que o governador não vai comprar briga com Parlamento. Agora, os deputados estão empenhados na votação da mensagem 71”, disse Bezerra.

Por ELZIS CARVALHO/Secretaria de Comunicação
(Foto: Marcos Lopes/ALMT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário