CONVERSA AFIADA

Vereador RODRIGO ZAELI do PSDB-MT

Vereador RODRIGO ZAELI do PSDB-MT
Câmara Municipal de Rondonópolis R. Cafelândia, 434 – La Salle, Rondonópolis – MT, 78710-050 (66) 3422.7554 | (66) 99900.5757 atendimento@rodrigodazaeli.com.br

"Todos no combate a Dengue"

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT, 78049-901 Telefone: (65) 3313-6900

TCE MT GESTÃO NOTA 10

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

"Furacão de categoria 5 atinge ilhas do Caribe"

Furacão IrmaIrma passa pela ilha de Barbuda com ventos de quase 300 km/h e se dirige para o norte. População é retirada do sul das Bahamas. Flórida e Porto Rico estão sob estado de emergência.O olho do furacão Irma, um dos mais fortes já registrados no Atlântico, atravessou nesta quarta-feira (06/09) a ilha de Barbuda com efeitos "potencialmente catastróficos" na região e no restante das Pequenas Antilhas, Porto Rico, República Dominicana e outras áreas do Caribe, afirmou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos. De categoria 5, a máxima na escala de intensidade Saffir-Simpson, o Irma cruzou Barbuda por volta das 2h (horário local), com ventos máximos de 295 km/h. Depois de passar pela ilha, o furacão avançou para o norte-noroeste a uma velocidade de 24 km/h, rumo às ilhas de São Martinho e São Bartolomeu. Em Barbuda vivem 1.645 pessoas e há 545 moradias, de acordo com o censo mais recente, de 2011. O avião que nesta quarta-feira levará o papa Francisco de Roma até Bogotá, na Colômbia, modificará sua rota para evitar o furacão. Nesta terça-feira, o primeiro-ministro das Bahamas, Hubert Minnis, ordenou a evacuação das ilhas do sul do arquipélago devido ao furacão. Segundo Minnis, o Irma representa uma ameaça para as ilhas de Mayaguana, Inagua, Crooked Island, Acklins, Long Cay e Ragged Island.
Infografik Karte Hurricane Irma ENGO presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou estado de emergência na Flórida, em Porto Rico e nas Ilhas Virgens dos Estados Unidos. A declaração autoriza o Departamento de Segurança Interna e a Agência Federal de Gestão de Emergências a coordenar os trabalhos de resposta a desastres nessas áreas. O governador de Porto Rico, Ricardo Rosselló, também alertou que os efeitos do Irma podem ser catastróficos, considerando-o mais perigoso que o furacão Harvey. Segundo o padrão de trajetória traçado pelo NHC, após atravessar as Pequenas Antilhas, o Irma passará perto ou apenas ao norte de Porto Rico ainda nesta quarta-feira. Depois passará provavelmente pelo norte da República Dominicana, Bahamas, norte de Cuba e chegará à Flórida no fim de semana. Ainda que se esperem algumas oscilações, meteorologistas preveem que o Irma se mantenha na categoria 4 ou 5 nas próximas 48 horas. O Irma é o furacão mais intenso formado no Atlântico desde Allen, que em 1980 alcançou ventos máximos de 305 km/h.
AS/efe/lusa/ap/cp

Nenhum comentário:

Postar um comentário