Cuiabá Bom de Bola

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Endereço: Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT, CEP.:78049-901

CÂMARA MUNICIPAL de RONDONÓPOLIS - Presidente Rodrigo da Zaeli (PSDB)

CÂMARA MUNICIPAL de RONDONÓPOLIS - Presidente Rodrigo da Zaeli (PSDB)
Endereço RUA CAFELÂNDIA, 434 Bairro: LA SALLE RONDONÓPOLIS - CEP 78.710-050 - MT

A Assembleia Legislativa do Mato Grosso criou um aplicativo inovador para ajudar os cidadãos MT

CENSO AGRO 2017

CENSO AGRO 2017
"Juntos,vamos colher resultados para o Brasil

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

"ELEIÇÃO NA ALEMANHA: Jornal divulga e-mail racista atribuído à candidata da AfD"

Alice Weidel, da AfD"Welt am Sonntag" publica mensagem supostamente escrita por Alice Weidel e de conteúdo racista e xenófobo. Ela nega autoria e diz que se trata de "campanha grosseira". A duas semanas das eleições legislativas na Alemanha, o jornal alemão Welt am Sonntag publicou neste domingo (10/09) um e-mail de conteúdo racista e xenófobo atribuído à candidata Alice Weidel, do partido populista de direita Alternativa para a Alemanha (AfD). Segundo a publicação, o e-mail datado de 24 de fevereiro de 2013, que contém "comentários racistas e de menosprezo à democracia", foi enviado por Weidel a um amigo quando ela morava em Frankfurt e trabalhava como gerente de ativos da seguradora Allianz."O motivo por que estamos inundados de pessoas de culturas estrangeiras, como árabes, sinti e roma etc, é a destruição sistemática de nossa sociedade civil como possível contrapeso, pelos inimigos da Constituição pelos quais somos governados", teria escrito Weidel, citada pelo jornal. No texto atribuído à candidata da AfD, os membros do governo da chanceler federal Angela Merkel são descritos como "porcos" que seriam "marionetes dos Aliados na Segunda Guerra", incumbidos de "manter reduzido o povo alemão" através de "guerras civis moleculares" por meio de "infiltração estrangeira" nos grandes centros urbanos. No texto são empregados termos de conotação nazista, como Überfremdung, que, em tradução livre, significa "infiltração estrangeira". Essa expressão é utilizada nos círculos da extrema direita para incitar sentimentos xenófobos. Durante uma conversa online, Weidel negou a autoria do texto, afirmando se tratar de uma "campanha grosseira". Mas, ao ser questionada por um dos participantes se ela garantiria por juramento que o e-mail não era dela, respondeu apenas: "Vocês vão ver o que vamos fazer". O jornal, porém, afirmou ter uma declaração sob juramento de autenticidade, feita pelo destinatário, e depoimentos de pessoas que faziam parte do círculo pessoal e profissional de Weidel na época em que a mensagem foi escrita e que atestam a veracidade das declarações.
Weidel lidera a lista da AfD para o Bundestag, ao lado do dissidente da CDU (União Democrata Cristã) Alexander Gauland. Ele disse que o e-mail é uma tentativa de manter a AfD fora do Bundestag "a qualquer custo".
RC/afp/dpa/ots/cp

Nenhum comentário:

Postar um comentário