Campanha Nacional de Doação de Órgãos

Campanha Nacional de Doação de Órgãos
SES realiza campanha "Setembro Verde" para captar doadores de órgãos

Promova a inclusão social,Você pode se surpreender"

Cuiabá Humanizada

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

"Estátua de criador do fuzil Kalashnikov mostrava arma nazista"

Russland Kalashnikow Denkmal in Moskau (picture-alliance/ZumaPress)Após denúncia em rede social, criadores reconhecem que monumento em homenagem a inventor da AK-47, recém-inaugurado em Moscou, continha erro simbólico: o desenho de uma arma alemã. Estátua é reparada. A Rússia inaugurou nesta semana um monumento em homenagem a Mikhail Kalashnikov, criador do fuzil de assalto conhecido como AK-47. Como se não bastasse a polêmica da obra em si, foi revelado que um desenho da arma gravado em sua base, na verdade, era de um fuzil alemão. "Nós verificamos a informação sobre um erro [na estátua]. Foi confirmado. O escultor, Salavat Scherbakov, reconheceu seu erro", declarou nesta sexta-feira (22/09) a Associação Russa de História Militar, que encomendou o monumento. "Especialistas confirmaram que realmente se trata do desenho de uma arma alemã." O esboço em questão mostrava o fuzil de assalto Sturmgewehr 44, conhecido como StG44, desenvolvido durante o regime nazista e usado amplamente na Segunda Guerra Mundial. Especulações dizem que Kalashnikov usou o StG44 como inspiração para criar sua AK-47. O erro foi denunciado na noite desta quinta-feira pelo historiador russo Yuri Pasholok. "Não me diga que é uma coincidência", escreveu ele ao publicar no Facebook uma foto do desenho gravado na estátua e um esboço do StG44, a título de comparação. Pasholok acrescentou que, devido a um erro como esse, os criadores do monumento deviam sofrer um castigo "público doloroso". Segundo agências de notícias, a representação errônea da arma alemã já foi retirada da base da estátua. A AFP informou que um fotógrafo do veículo registrou o momento da reparação, realizada com uma rebarbadora, pequena ferramenta usada para cortar metais.A estátua de cerca de oito metros de altura de Kalashnikov fica num cruzamento no centro da capital da Rússia, Moscou. O projetista de armas está num pedestal, trajando roupas simples de trabalhador e segurando sua invenção cuidadosamente com as duas mãos – como se fosse uma criança. A inauguração da estátua, realizada na terça-feira passada apesar dos protestos de muitos residentes de Moscou, foi constantemente adiada desde janeiro, e o monumento foi levemente retrabalhado.
Russland Einweihung Kalaschnikow Denkmal in Moskau (Getty Images/AFP/M. Zmeyev) A composição consiste de duas partes: em primeiro plano, a figura de Kalashnikov; ao fundo, há outra estátua, do arcanjo Miguel matando um dragão com uma lança. A cena simboliza "a eterna luta entre o bem e o mal", definiu o escultor Salavat Scherbakov, que ainda descreveu o fuzil Kalashnikov como uma "arma do bem". O fuzil de assalto AK-47 é conhecido em todo o mundo e há décadas é um dos poucos sucessos russos de exportação. De acordo com seu fabricante, mais de 70 milhões de Kalashnikovs já foram produzidos. A famosa arma celebra neste ano o seu 70º aniversário.
EK/afp/efe/rtr/ots/cp

Nenhum comentário:

Postar um comentário