CASA DOMINGOS

CASA DOMINGOS
Grandes marcas, com produtos de qualidade Av. Feb 861 Bairro: Manga Cep: 78.110-798 - Varzea Grande

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT, 78049-901 Telefone: (65) 3313-6900

Programa da Gente

Programa da Gente
De segunda a sexta-feira das 10:00 ás 11:00 horas

TCE MT GESTÃO NOTA 10

"NOBRES:Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

"NOBRES:Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

"FLORESTAR 2017: Painel apresenta políticas públicas para o setor de florestas plantadas "

O painel de abertura do Florestar 2017, com o tema "Perspectivas Econômicas e Educacionais para o Desenvolvimento Florestal" contou com representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Governo do Estado de Mato Grosso, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDS) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar MT). O painel foi conduzido pelo moderador, Mauro Zanata da Casa Agro e comentarista do Canal Rural. Na ocasião os participantes apresentaram projetos, falaram dos benefícios e contribuição de cada departamento em prol de melhorias no desenvolvimento do setor de florestas plantadas em Mato Grosso e no País. Segundo o superintendente do SENAR-MT, Otávio Celidonio a qualificação profissional é um passo importante para aumentar a produtividade de mão de obra. "A educação profissional em Mato Grosso atinge uma gravidade de quase 90%. O SENAR-MT está trabalhando para mudar esse quadro, nossa iniciativa é a oferta de cursos profissionalizantes para os trabalhadores", pontuou. Já o vice-governador de Mato Grosso, Carlos Fávaro falou da importância das florestas plantas para o desenvolvimento econômico do estado e aproveitamento de áreas com pouca produtividade agrícola para plantio de florestas e assim aquecer a produção de biomassa nas agroindústrias de Mato Grosso. "O Governo do Estado considera que as florestas plantadas têm grande relevância, junto ao setor do agronegócio. E, para colaborar com a consolidação desse segmento estamos apoiando e investindo em um licenciamento ambiental mais rápido e eficiente para dar incentivo ao produtor. Criando também o Plano de Suplemento Sustentável (PSS) que deve sair até o final de 2017", disse Favaro. O gerente de departamento do Meio Ambiente do BNDS, Marcelo Macedo da Costa apresentou as linhas de créditos disponíveis para o setor com nove anos de carência e ressaltou que desde o ano 2010 só para contrações de projetos florestais foi investido 3,7 bilhões de reais. "A participação do BNDS no segmento de florestas plantadas tem sido de quase 80%, isso mostra nossa preocupação com as atividades silviculturais. Temos tudo para construir em Mato Grosso um novo modo de crescimento sustentável sem a necessidade de destruir as matas nativas", falou o gerente. De acordo com o secretário de Política Agrícola do Mapa, Neri Geller o Governo Federal precisa superar alguns obstáculos para tornar o setor mais competitivo, entre os problemas estão a política de crédito, tecnologia e comercialização, tendo em vista que as florestas plantadas são diferentes das culturas que são anuais. "Uma das alternativas do Governo, junto ao Ministério de Minas e Energia (MME) é transformar essa produção de florestas em energia. Outra alternativa que estamos tomando é com relação a conclusão da BR 163, que possui pequenos trechos prejudiciais ao avanço da produção".
O secretário, também parabenizou os organizadores do evento, pois considerou que a integração de setor público e privado cria discussões em prol do desenvolvimento País. “No Mapa estamos trabalhando em prol do setor de florestas, mas em oportunidades como está aproveitamos para ouvir e levar sugestões ao Ministério”, concluiu. Florestar 2017 é uma realização da Associação de Reflorestadores de Mato Grosso (Arefloresta) e Serviço de Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR-MT). O evento conta com o patrocínio da Cargill e Mirex-s, com o apoio do Sistema Famato, Ima Gestão Florestal, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Cooper Flora Brasil, Fundo Mato-grossense de Apoio à Cultura da Semente (Fase MT), Aprosoja Mato Grosso, Crea MT, Fundo Mato-grossense de Apoio à Cultura da Semente (Fase MT), Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).
Pauta Pronta

Nenhum comentário:

Postar um comentário