CASA DOMINGOS

CASA DOMINGOS
Grandes marcas, com produtos de qualidade Av. Feb 861 Bairro: Manga Cep: 78.110-798 - Varzea Grande

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT, 78049-901 Telefone: (65) 3313-6900

Programa da Gente

Programa da Gente
De segunda a sexta-feira das 10:00 ás 11:00 horas

TCE MT GESTÃO NOTA 10

"NOBRES:Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

"NOBRES:Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

"Governo deverá fornecer medicamentos à base de heparina para gestantes"

Mais uma ação poderá melhorar o sistema de Saúde Pública de Mato Grosso. Em tramitação na Assembleia Legislativa, o projeto de lei 355/17, determina ao governo o fornecimento, gratuito, de medicamentos à base de Heparina, para mulheres que estejam gestantes ou estejam se preparando para engravidar. Essa proposta, de autoria do presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho (PSB), aguarda o parecer da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social. Se aprovada, a nova lei beneficiária milhares de mulheres que dependem do sistema público de saúde. Para receber gratuitamente o medicamento, elas deverão comprovar, por meio de receita médica, a condição de ser portadora de Trombofilia. O período de fornecimento da medicação será determinada caso a caso, conforme relato médico. Conforme a justificativa do projeto, Botelho destaca que o uso da heparina na gravidez pode ser a solução para muitas mulheres que já pensam em desistir da maternidade, após passar por repetidos casos de aborto espontâneo. “Normalmente não procuram saber se existe algum problema antes que algo aconteça e apresente sintomas de algum problema de saúde. Isso, principalmente no caso de mulheres que sofrem com trombofilia”, diz trecho do projeto. E faz o alerta sobre a trombofilia, doença hereditária que também pode ser adquirida. Age diretamente na produção de anticoagulantes naturais do organismo. A falta de coagulação durante a gestação oferece riscos para a mãe e o bebê. A doença obstruí os vasos sanguíneos que irrigam a placenta, órgão materno fetal responsável por levar os nutrientes necessários para o desenvolvimento do feto. “Por isso, logo que descoberta a doença, o tratamento com a heparina é indicado para diminuir os riscos de complicações durante toda a gestação, principalmente nos últimos meses”, destaca, ao alertar que nessa fase é comum a evolução de pré-eclâmpsias e problemas de insuficiência placentária, que pode levar o feto ao óbito. A gestação normalmente é levada até que o bebê tenha condições de sobreviver fora do útero e indicado o parto cesáreo.
HEPARINA - é um polissacarídeo polianiônico sulfatado pertencente à família dos glicosaminoglicanos. Atua como anticoagulante utilizado no tratamento de diversas patologias. Deve ser aplicada de forma injetável pela própria gestante diariamente. As doses da heparina evitarão que trombos se formem e manterá a coagulação de sangue normalizada. Quando detectada antes da gestação ou posterior a diversas ocorrências de aborto devido a trombofilia, o tratamento com a heparina deve ser iniciado antes mesmo de engravidar novamente. Mesmo seguindo o tratamento com a heparina de forma adequada e sob recomendação médica, a gestante deve ter ciência que é uma gravidez de risco. Mas com um acompanhamento médico adequado, realização do tratamento juntamente dos exames complementares para avaliação é possível ter o filho saudável. “Por essa razão e por se tratar de um tratamento demorado e de alto custo, é necessário priorizar esse auxílio às mulheres nesse momento, fornecendo gratuitamente esse medicamento”, conclui Botelho.

Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário