A MAIOR FEIRA DE MATO GROSSO PARA SUPERMERCADOS, PADARIAS E HOTÉIS.

A MAIOR FEIRA DE MATO GROSSO PARA SUPERMERCADOS, PADARIAS E HOTÉIS.
Av. Historiador Rubens de Mendonça, 2.368 - Sala 104 Bosque da Saúde - Cuiabá-MT - 78050-000 comercial@expovarejo.com.br | Fone: (65) 3057-5200

Iguá Saneamento

Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

Vivência com o povo Xavante, 6 a 12 de Julho de 2018

Vivência com o povo Xavante, 6 a 12 de Julho de 2018
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Greenpeace no Brasil

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

"MT SAÚDE: Deputados temem falência do plano e cobram informações sobre caos financeiro"

O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) defendeu ontem (25) que a Assembleia Legislativa olhe com atenção para a crise que se instalou no MT Saúde. Da tribuna, o parlamentar conclamou seus pares à interceder de forma urgente junto ao Governo do Estado para começar a encontrar soluções para o plano de saúde que atende mais de 30 mil vidas. Com dívidas frequentes, os prestadores de serviço estão sendo forçados a interromper o atendimento aos usuários. “Quero chamar a atenção dos colegas deputados, até porque fico em uma situação incômoda, pois sou parte interessada, para que essa Casa de Leis possa fazer uma intermediação com o MT Saúde. O momento é muito delicado e preocupa muito. São mais de 30 mil servidores que já sofrem os impactos dessa crise e correm o sério risco de ficar sem assistência em saúde se nada for feito. Os prestadores de serviço já estão no limite, muitos já deixando de atender, com dívidas e atrasos salariais. A Assembleia Legislativa precisa atuar de forma incisiva para salvar o plano”, enfatizou o tucano. Segundo Maluf, no passado, em um trabalho encabeçado pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, MT Saúde e prestadores de serviço chegaram a um acordo sobre dívidas e negociaram parcelamentos para manter o plano em funcionamento, entretanto o histórico não mudou e o plano vem perdendo sua credibilidade financeira no mercado, sob forte risco de ser inviabilizado. “Tenho recebido diariamente servidores e prestadores de serviço em meu gabinete, todos pedindo socorro neste momento. Precisamos agir para encontrar uma saída que passe por saber qual o valor dessa dívida, como resolvê-la, se o Executivo está investindo sua parte. Vamos chamar o secretário de administração, o secretário chefe da Casa Civil, o presidente do MT Saúde e debater a questão, senão vamos ver um plano tão importante, que ajuda milhares de famílias, morrer”, ponderou Guilherme Maluf. O deputado estadual Allan Kardec (PT), que é usuário do MT Saúde há quase uma década, lamentou muito a situação caótica pela qual passa o plano. O parlamentar adiantou que já preparou requerimentos para a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), assim como para a direção do MT Saúde, solicitando informações sobre a dívida do Governo e quanto vem sendo descontado dos servidores. “É muito difícil dizer para o seu filho, para sua mãe, que é idosa, que o plano de saúde que você paga, que é descontado todo mês do seu salário, não tem cobertura em Cuiabá e está em vias de ser encerrado. É mais uma situação vergonhosa desse Governo. Temos que lutar contra isso, temos que fortalecer o MT Saúde. Sabemos que o SUS é universal, mas ele não consegue atender a todos. Já preparei requerimentos para saber exatamente quanto deve o Governo e o que tem descontado dos servidores”, disse Allan Kardec.
Foto: JL Siqueira/ALMT
Assessoria da 1ª Secretaria

Nenhum comentário:

Postar um comentário