CASA DOMINGOS

CASA DOMINGOS
Grandes marcas, com produtos de qualidade Av. Feb 861 Bairro: Manga Cep: 78.110-798 - Varzea Grande

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT, 78049-901 Telefone: (65) 3313-6900

Programa da Gente

Programa da Gente
De segunda a sexta-feira das 10:00 ás 11:00 horas

TCE MT GESTÃO NOTA 10

"NOBRES:Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

"NOBRES:Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

"MT HORTICULTURA: Clínicas de Doenças de Plantas e de Insetos da Unemat auxiliarão produtores de MT"

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) inaugurou duas clínicas inseridas nos laboratórios de Fitopatologia e de Entomologia do Centro de Pesquisa, Estudos e Desenvolvimento Agroambientais (Cepeda), no câmpus de Tangará da Serra, na última sexta-feira, dia 24, durante o Dia de Campo Horticultura, promovido pelo Projeto MT Horticultura. A partir de agora os produtores rurais, principalmente da agricultura familiar, de Mato Grosso poderão ter identificadas pragas e insetos além de receber dos pesquisadores da Unemat, as recomendações de controle por meio das clínicas de "Doenças de Plantas" e de "Insetos". Cerca de 300 pessoas participaram do Dia de Campo. Além de acadêmicos e professores da graduação e pós-graduação da Unemat, alunos dos cursos técnicos em Agropecuária e Agronomia do Instituto Federal de Mato Grosso de Campo Novo dos Parecis e de Diamantino, produtores rurais, técnicos da Empaer e da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Tangará (Seapa) entre outros prestigiaram o evento. De acordo com o coordenador do projeto, professor Willian Krause o objetivo destes encontros vai além da apresentação de tecnologias de produção. “Nós trocamos experiências”, esclareceu. A primeira cartilha da Floricultura “Cultivo de Bastão de Imperador” foi distribuída durante o evento e o site MT Horticultura foi relançado com os novos serviços e produtos que o projeto oferece. Trouxe novidades como a sessão de Compra e Venda que promove um ambiente de negócios para aproximar produtores e compradores e tabela de cotações de produtos. Divididos em grupos, os participantes do Dia de Campo visitaram as clínicas e a Área Experimental do câmpus onde fizeram um giro tecnológico nas estações Pepino Japonês, Maracujá enxertado e Alpínia. Magnivaldo Ribeiro foi ao Dia de Campo atraído pelo pepino. Ele e sua família possuem uma propriedade de dois alqueires em Tangará da Serra onde produzem para consumo mandioca, abacaxi, banana, abóbora e hortaliças. “O interesse no evento é encontrar uma cultura para produzir comercialmente”, contou Magnivaldo. O Carlos Medeiros de Arenápolis, que já é produtor de banana e citros aproveita os dias de campo para obter novos conhecimentos. “Temos muitas dúvidas e a troca com os pesquisadores provoca soluções viáveis. Também temos dificuldades com os problemas do campo e essas clínicas nos ajudarão demais com o manejo”, expôs o produtor que saiu de lá pensando em diversificar a produção em sua propriedade com maracujá e abacaxi. Os alunos do IFMT Eduardo Bueno e Ângela Campos gostaram do que viram. Eduardo, estudante da Escola Técnica de Diamantino, que se encantou com a Clínica de Insetos, ficou bastante impressionado. “A Unemat está investindo muito em seus alunos”, frisou. Ângela da Escola Técnica, de Campo Novo do Parecis, contou que a vinda programada por seus professores foi bastantes enriquecedora. “É mais experiência, visto que na nossa região não temos a diversidade de produção encontrada aqui”. O MT Horticultura continua oferecendo orientações técnicas de cultivo de fruticultura, flores ornamentais e hortaliças. Todos esses canais de diálogo com produtores rurais, profissionais de assistência técnica e estudantes que tratam das áreas de fruticultura, olericultura, floricultura e plantas medicinais, estão disponíveis no site www.mthorticultura.com.br Participaram da mesa de abertura o Diretor Político-Pedagógico e Financeiro do câmpus, Anderson Miranda, o prefeito Fábio Martins Junqueira, o coordenador do MT Horticultura Willian Krause e o Secretário da Seapa, Ander Santos. Clínica: A professora Dejânia Vieira de Araújo coordena a equipe de professores, alunos de graduação e pós-graduação junto a Clínica de Doenças de Plantas. “Nosso objetivo é dar suporte aos produtores e informar sobre as boas práticas de combate da doença”, explicou Dejânia. A cargo da professora Mônica Josene Barbosa Pereira está a Clínica de Insetos. “Nossa proposta é identificar os insetos e pragas de culturas agrícolas e estabelecer as possíveis estratégias de controle”. Para encaminhar amostras às clínicas os produtores precisam enviar os materiais de acordo com as instruções disponíveis no site: www.mthorticultura.com.br. Eles serão recebidos pela secretaria do Cepeda que funciona em dias comerciais das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. A prestação de serviços à população beneficia diretamente os estudantes da Universidade. “É um grande presente para os alunos, inseridos no laboratório, que obterão conhecimento prático assim como para os produtores que passarão a ter suporte especializado em relação às doenças que é um dos principais problemas da produção, causador de grandes perdas”, comentou a mestranda em Genética e Melhoramento de Plantas, Jéssica Moreira. As acadêmicas do curso de Agronomia da Unemat, Mayara Coelho, 5º semestre e Kerollen Silva, 7º semestre são voluntárias da Clínica de Doenças de Plantas e estão cheias de expectativas. Kerollen afirma que já tinha prática no laboratório e a partir da clínica poderá ter contato com o produtor. “Podemos ajudar o produtor, fazer pesquisa e nos preparar melhor como profissionais”, justifica. Mayara acha “ideal” além de fazer disciplinas nas propriedades rurais estabelecer um “feedback com o produtor”. Já a acadêmica Ellen Barnabé, do 8º semestre de Agronomia, bolsista do laboratório de Fitopatologia disse que “é muito bom ver as infinitas possibilidades que a profissão oferece” e que está animada em se aprofundar nas patologias vegetais.
por Hemilia Maia
Foto por: Hemília Maia

Nenhum comentário:

Postar um comentário