A MAIOR FEIRA DE MATO GROSSO PARA SUPERMERCADOS, PADARIAS E HOTÉIS.

A MAIOR FEIRA DE MATO GROSSO PARA SUPERMERCADOS, PADARIAS E HOTÉIS.
Av. Historiador Rubens de Mendonça, 2.368 - Sala 104 Bosque da Saúde - Cuiabá-MT - 78050-000 comercial@expovarejo.com.br | Fone: (65) 3057-5200

Iguá Saneamento

Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

Vivência com o povo Xavante, 6 a 12 de Julho de 2018

Vivência com o povo Xavante, 6 a 12 de Julho de 2018
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Greenpeace no Brasil

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

"PARLAMENTO MUNICIPAL: Vereador rechaça manobra de CPI do Paletó em manter oitivas às portas fechadas"

Seguindo uma lógica contrária aos princípios constitucionais da publicidade e transparência, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), instalada na Câmara Municipal de Cuiabá para investigar a suposta quebra de decoro do prefeito Emanuel Pinheiro, decidiu em reunião na manhã desta sexta-feira (1º) que as oitivas serão realizadas às portas fechadas. Além de impedir a participação da imprensa e da população, a comissão formada pelos vereadores Marcelo Bussiki (PSB), Adevair Cabral (PSDB) e Mário Nadaf (PV) decidiu que nem mesmo os demais vereadores possam registrar ou transmitir as oitivas. “Eu sou inteiramente contrário a essa decisão tomada pelos vereadores que compõem a CPI, principalmente, porque claramente são violados os princípios da publicidade e transparência dos atos públicos. A população cuiabana tem direito de acompanhar cada fase da CPI, assim como nós vereadores não podemos ser impedidos de dar publicidade a um ato, que por excelência deve público”, defende o vereador Gilberto Figueiredo (PSB). As oitavas devem iniciar-se nos próximos dias. A CPI do Paletó, como tem sido chamada pela imprensa, investigará a suposta quebra de decoro do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), quando ainda era deputado estadual, e que supostamente teria se envolvido em um escândalo de corrupção chefiado pelo ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa. MANDADO DE SEGURANÇA – Para que a decisão da comissão processante da CPI do Paletó, de que as oitivas sejam feitas em segredo ainda é necessária a protocolização da decisão junto à Mesa Diretora da Câmara. O vereador Gilberto Figueiredo revelou que caso a decisão prevaleça, entrará com um mandado de segurança, que já conta com apoio de outros parlamentares para garantir que o direito da publicidade e transparência não sejam cerceados pela decisão estrategista da comissão processante. “É impressionante as manobras espúrias que forças contrárias ao interesse público empenham para diminuir a publicidade e elucidação dos fatos. Enquanto alguns membros da base aliada ficarem presos a este tipo de politicagem ultrapassada, Cuiabá não vai caminhar rumo ao desenvolvimento”, pontua Gilberto Figueiredo.
ZF PRESS

Nenhum comentário:

Postar um comentário