Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

BOLSONARO X CLASSE TRABALHADORA

BOLSONARO X CLASSE TRABALHADORA
BOLSONARO NÃO!

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

ABAV EXPO 2018 Conecta

ABAV EXPO 2018 Conecta
Av. Olavo Fontoura, 1209 - Portão 1 - Santana, São Paulo - SP E-mail: visit@abavexpo.com.br

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

"Secretário de Mobilidade Urbana Antenor Figueiredo fala dos desafios no primeiro ano de gestão"

Com o fechamento do ano de 2017, o secretário de Mobilidade Urbana, Antenor de Figueiredo conta como foi esse primeiro ano à frente da secretaria na gestão do Prefeito Emanuel Pinheiro. Temas como videomonitoramento, multas e outros foram abordados pelo secretário que falou também sobre as campanhas educativas que a Semob realizou ao longo do ano e o que está sendo preparado para a educação e humanização do trânsito para 2018. Antenor de Figueiredo Neto, tem 54 anos, e pai de dois filhos. Graduou-se em Ciências Contábeis em 1993 e possui pós-graduação em auditoria fiscal pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Atua há 34 anos como auditor fiscal do município e já ocupou o cargo de secretário municipal Trânsito e Transporte Urbano nos anos de 2013 e 2014. A frente da Secretaria de Mobilidade Urbana, desde o início do governo do Prefeito Emanuel Pinheiro, Antenor de Figueiredo destaca que um dos grandes marcos que ficará da gestão humanizada do prefeito é a Estação Alencastro, que será inaugurada nesta sexta-feira (5), às 17:30 horas.
Qual o maior desafio neste primeiro ano de gestão?
Antenor de Figueiredo - São tantos desafios, mas temos alguns em especial. O maior desafio e a marca da nossa gestão vai ser a conclusão da Estação Alencastro, pois ela demonstra a humanização de Emanuel Pinheiro à frente da Prefeitura de Cuiabá. Ele quer dar aos usuários do transporte coletivo valorização, conforto e comodidade. Já em seguida, eu diria que a licitação do transporte coletivo.
O transporte coletivo tem sido algo que a população tem cobrado muito nessa gestão, o que a Secretaria de Mobilidade Urbana tem preparado para o setor?
Antenor de Figueiredo - O prefeito Emanuel Pinheiro quer trazer ônibus de ponta, todos com ar condicionado e modernização da nossa frota. Para isso, nstituiu uma comissão especial que irá realizar um estudo de viabilidade de um novo edital de concessão do transporte coletivo da Capital que deve ser entregue neste ano. O estudo será realizado pela Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec) e pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob). Nele deverá constar a análise da viabilidade técnica e econômica de aquisição de frota própria do município, inclusive com a aquisição de ônibus elétricos ou híbridos, bem como a exploração e manutenção dos abrigos e terminais de ônibus.
Qual o programa que o senhor destaca como o de melhor aceitação pela população cuiabana?
Antenor de Figueiredo - O programa que eu diria que a população abraçou foi o “Faixa Cidadã”, os motoristas estão respeitando o pedestre e o pedestre respeitando o motorista. O trânsito é uma via de mão dupla, então é preciso que os dois se comuniquem para a segurança no trânsito. Pretendemos massificar essa campanha e vamos voltar com ela no período de volta às aulas.
Com as novas ferramentas de comunicação, o Senhor acredita que o cidadão tem procurado mais seus direitos e como isso tem ajudado a Semob a melhorar a prestação de serviço?
Antenor de Figueiredo - Sim, essas ferramentas são um importante meio de ajudar na prestação de serviço. Hoje todo mundo tem um celular, o munícipe pode denunciar a irregularidade e nós vamos averiguar se é regular ou irregular. A Secretaria juntamente com outros seguimentos do transporte, está desenvolvendo uma nova ferramenta para aproximar o munícipe à Semob, o “Fiscalizapp”, trata-se de uma ferramenta em que a população poderá interagir com a Secretaria de Mobilidade. Ele não vai ser um instrumento de multa, pelo contrário, ele vai servir para auxiliar na fiscalização. É como se fosse uma ouvidoria.
Secretário, em relação às infrações, como a Secretaria de Mobilidade Urbana tem aplicado o recurso arrecadado através das multas?
Antenor de Figueiredo - Notamos que houve uma diminuição no número de multas aplicadas em 2017 em relação à 2016. De janeiro a dezembro de 2016 foram aplicadas um total de 454.409 multas. Em 2017 foram registrados 370.861 multas, uma redução de 22.52%. A Semob não é uma secretaria arrecadadora e sim reguladora. Ela fiscaliza o cumprimento das leis de trânsito e temos notado que de julho até o final do ano, diminuiu muito a quantidade de multa aplicadas pelos agentes e aquelas detectadas pelos radares. A intenção é diminuir ainda mais esses números mas, para isso, os motoristas precisam fazer a parte deles. Com os recursos provenientes das multas construimos a Estação Alencastro, vamos reformar passarela, ajudamos recapear avenidas, fazemos sinalização viária, e a implantação do parque semafórico. Esse recurso não pode ser usado para outras finalidades que não seja para trazer melhorias no trânsito, ele já tem um destino certo, para a mobilidade urbana e isso é o que a Semob está fazendo, empregando em tecnologia e humanização do trânsito.
Houve uma diminuição no número de multas aplicadas em 2017, a que o senhor atribui essa queda nas autuações?
Antenor de Figueiredo - Primeiramente acredito que tenha sido por conta da visão que o prefeito tem ditar a “regra do jogo” antes de aplicar penalidades, não pegando o condutor de surpresa. Um exemplo foi o videomonitoramento, o prefeito suspendeu o uso das câmeras de monitoramento como forma de punir o condutor. Investimos em campanhas e isso tem surtido efeito. O videomonitoramento já tem um alerta para o motorista irregular, desde o início do ano fizemos ações e em dezembro começamos a autuar os veículos de cargas pesadas. A partir deste mês de janeiro começaremos a fiscalização física, permanente, através dos agentes de trânsito, daí então estudaremos o uso das câmeras para os demais veículos. Após ampliarmos, isso depois dos motoristas passarem por orientação e estarem cientes, tenho certeza que vai diminuir mais ainda.
Como tem sido o atendimento pela Ouvidoria da Semob?
Antenor de Figueiredo - Buscamos aprimorar o serviço e reformulamos a forma de recebimento das solicitações encaminhadas à Semob. A aproximação do órgão com a população fez com que as solicitações fossem atendidas com mais agilidade. A Secretaria conta com Ouvidoria própria, e notamos que houve uma diminuição de reclamações em relação aos serviços se compararmos com o anos de 2016. Os usuários podem entrar em contato com a Ouvidoria da Semob pelo telefone 0800 645 1517 que vamos zelar pela qualidade do tratamento e das respostas à população, dando assim um atendimento humanizado, assim como pede a gestão do prefeito Emanuel Pinheiro.
Secretário, o que esperar para 2018 para o trânsito de Cuiabá?
Antenor de Figueiredo - A Secretaria vai continuar com as campanhas educativas. Vimos que essa é uma forma de educar o condutor e humanizar o trânsito. O novo parque semafórico passa a funcionar, visto que o usado atualmente é muito antigo o que gera muito gasto ao erário público. Os usuários também vão poder contar com os novos modelos de ponto de ônibus, todo o estudo para a melhoria para o transporte público, como já dito em relação a licitações e novos ônibus. Isso é só um pouco do que a prefeitura e a Semob preparam para melhorar a trafegabilidade na capital.
Em relação à Estação Alencastro, que será inaugurada nesta sexta-feira (5), quais os beneficios para a população e o que ela tem de novidade tecnológica?
Antenor de Figueiredo - A Estação Alencastro é uma mostra do que a gestão Emanuel Pinheiro quer para Cuiabá. A nova estação tem capacidade para receber até cinco mil passageiros por dia. Simultaneamente sua capacidade de acomodação é de 760 pessoas. A nova estação traz também uma tecnologia inovadora idealizada pelo prefeito Emanuel Pinheiro, a fim de proporcionar viagens mais confortáveis e seguras. Foram instaladas 150 placas solares, para climatizar o abrigo, que irá operar de maneira sustentável e eficiente. Nove linhas de ônibus passarão pelo local diariamente o que corresponde a 41 veículos que farão sua parada no local. É sem dúvida uma grande inovação com benefícios para a população em relação à segurança, conforto e pontualidade.
Repórter: ANA CLAUDIA FORTES
Fotógrafo: LUIZ ALVES​

Nenhum comentário:

Postar um comentário