Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

"Prefeitura de Cuiabá - Trabalhando e cuidando da gente"

Todos juntos contra a dengue

quinta-feira, 1 de março de 2018

"Criação da Universidade Federal de Rondonópolis vai a sanção presidencial. Bezerra comemora"

Resultado de imagem para dep carlos bezerraEm votação na noite de ontem, o Plenário do Senado aprovou projetos de lei de autoria do Poder Executivo que determinam a criação de três universidades públicas, entre elas a Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), por desmembramento do campus da Universidade Federal (UFMT). A indicação da UFR é de autoria do deputado Carlos Bezerra (INC-219), encaminhada ao Poder Executivo em 21 de março de 2007, sendo uma de suas prioridades desde que assumiu o mandato na Câmara. O PLC 2/2018 da UFR segue agora direto para sanção presidencial. Cada uma das novas universidades será integrada pelo campus desmembrado, com a transferência automática dos cursos de todos os níveis e dos alunos regularmente matriculados, assim como os cargos ocupados e vagos do quadro de pessoal da universidade original e todo o patrimônio do campus.
O deputado Carlos Bezerra, após a aprovação pelo Senado, voltou a afirmar que a autonomia da universidade foi uma conquista da sociedade rondonopolitana. A proposta de autonomia da Universidade foi apresentada ao deputado Carlos Bezerra por um comitê formado por vários segmentos da sociedade do município, em 2007.
Na Câmara, Carlos Bezerra foi o relator na Comissão de Constituição e Justiça, onde conseguiu que a matéria fosse analisada em regime de urgência e tramitasse sem problemas nas demais comissões.
“Valeu a pena lutar e não esmorecer jamais diante dos obstáculos!”, disse Bezerra. A nova instituição, autônoma, conforme om deputado, vai representar significativo desenvolvimento científico, cultural e econômico para a região.
“Foi uma luta suprapartidária!”, ressalta Bezerra. Ele observa que ele foi o autor da criação da UFR, mas lembra que praticamente toda a bancada federal, deputados estaduais e vereadores do município de Rondonópolis se dedicaram a esse pleito.
A Universidade Federal de Rondonópolis vai poder contribuir com mais força para a região, que se destaca como o segundo maior polo econômico e populacional de Mato Grosso, com mais de 30 municípios e cerca de 500 mil habitantes.
Integração
A UFR já nascerá com infraestrutura. A instituição possui mais de quatro mil alunos, 279 professores, cursos de graduação, mestrado e doutorado.
Os projetos aprovados também preveem a criação de novos cargos de docentes e técnico-administrativo, além de cargos comissionados e de direção e funções gratificadas. Serão criados, ainda, por transformação, os cargos de reitor e vice-reitor, que serão nomeados pelo ministro da Educação até que a respectiva universidade seja organizada na forma de seu estatuto.
As outras duas universidades que tiveram a criação autorizada e aprovada pelo Senado são a Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar) e Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (Ufape).
Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário