Greenpeace no Brasil

Vereador RODRIGO ZAELI do PSDB-MT

Vereador RODRIGO ZAELI do PSDB-MT
Câmara Municipal de Rondonópolis R. Cafelândia, 434 – La Salle, Rondonópolis – MT, 78710-050 (66) 3422.7554 | (66) 99900.5757 atendimento@rodrigodazaeli.com.br

"Prefeitura de Cuiabá - Trabalhando e cuidando da gente"

TCE MT

"BATERIA BEAT CUIABÁ"

"BATERIA BEAT CUIABÁ"
Av. Senador Filinto Muller, 829. Quilombo, Cuiaba - MT (65) 3637.1634 (65) 9 9994.6505 contato@baterasbeatcuiaba.com.br

sexta-feira, 6 de abril de 2018

"ANIVERSÁRIO: SENAR-MT completa 25 anos e comemora com a capacitação de 1.100 mil pessoas"

É com uma grande exposição de "fotos e fatos" espalhada por todo o prédio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT) e o fechamento da "Cápsula do Tempo" que foi dado início, nesta sexta-feira (06.04), nas comemorações dos 25 anos da instituição. Ao longo de 2018 serão realizadas várias ações com o objetivo de contar histórias, especialmente daquelas pessoas que ajudaram no desenvolvimento do setor agropecuário do Estado. No final de 2018 será lançado um livro com todas estas histórias.
O balanço destes 25 anos é muito difícil de mensurar. Os números mostram que foi com muito trabalho que a instituição conquistou a credibilidade dos produtores rurais. Ao todo foram mais de 55 mil eventos realizados e 1.100 mil pessoas capacitadas. "É importante observarmos que a população de Mato Grosso é pequena, com cerca de 3.300 milhões de pessoas. Ao capacitar 1.100 milhão pessoas o SENAR-MT levou conhecimento para pelo menos 1/3 da população mato-grossense nestes últimos 25 anos", destaca o superintendente do SENAR-MT, Otávio Celidonio.
Somente nos últimos cinco anos, no setor de Saúde e Segurança no trabalho foram capacitadas mais de 32 mil pessoas. "Ao considerarmos que há 115 mil pessoas com carteira assinada trabalhando no setor agropecuário, em Mato Grosso, 32 mil é um número significativo de capacitados para atuar na segurança e saúde do trabalho no campo", destaca Celidonio.
No setor de mecanização, nos últimos cinco anos foram mais de 25 mil pessoas capacitadas. "Preparamos estes profissionais para usar melhor a tecnologia das máquinas modernas que invadem o campo a cada ano que passa e, com isso, conseguimos contribuir bastante com o desenvolvimento do agronegócio".
O presidente da Famato, Normando Corral destaca que o objetivo do SENAR-MT é a capacitação e qualificação profissional para o homem do campo. "Sabemos que hoje a tecnologia embarcada não só em máquinas, mas também em cultivares de sementes é muito grande e importante para o crescimento e desenvolvimento do setor. Para que possamos acompanhar tudo isso, precisamos treinar pessoas e, para isso, temos que aprender", destaca Corral. Ele acrescenta ainda que o SENAR-MT está numa corrida muito grande para capacitar e qualificar cada vez mais e, com isso, melhorar o resultado que é o aumento de produção e produtividade no campo.
Na opinião de Corral, sem capacitação e qualificação não existe desenvolvimento. "Sabemos que historicamente a qualidade de ensino no Brasil é muito ruim. Temos números assustadores: 53% dos analfabetos trabalham na agropecuária. Isso é muito complicado porque trabalhamos com pessoas que já tem um pouco de dificuldade de aprendizado, mas sem a capacitação e sem o conhecimento não há futuro".
Para Corral, qualificação de mão de obra é sempre um desafio muito grande. A mudança é muito rápida e ele diz que fica complicado até para entender todas estas transformações. "Por isso, o SENAR-MT é importante para ajudar as pessoas a acompanhar o ritmo das mudanças e das transformações que estão ocorrendo".
Tanto Corral, como Celidonio garantem que as perspectivas para o futuro são excelentes. "Temos feito um trabalho voltado para capacitar pessoas que vão atuar no setor das inovações tecnológicas e, também queremos levar isso para a educação. Estamos buscando parcerias para trabalhar com soluções integradas não somente no aprendizado, mas também na transformação do trabalho no campo". Celidonio acrescentou ainda que o SENAR-MT está investindo muito em parcerias e no ensino híbrido que é a mistura da educação a distância com a presencial.
Cápsula do Tempo – Esta foi outra ação que marcou o início das comemorações dos 25 anos. Foram guardadas cartas, documentos, jornais e vários outros objetos. Essa reflexão de como será a instituição daqui a 25 anos mexeu com a emoção das pessoas.
Corral disse que certamente não estará mais no SENAR em 2043. "Porém o apego, a ligação e o carinho que tenho pela instituição não vai acabar nunca". Ele disse que quer estar presente na abertura da cápsula daqui a 25 anos. "E tenho certeza que teremos histórias ainda mais bonitas para contar".
Assessoria de Imprensa/SENAR-MT

Nenhum comentário:

Postar um comentário