A MAIOR FEIRA DE MATO GROSSO PARA SUPERMERCADOS, PADARIAS E HOTÉIS.

A MAIOR FEIRA DE MATO GROSSO PARA SUPERMERCADOS, PADARIAS E HOTÉIS.
Av. Historiador Rubens de Mendonça, 2.368 - Sala 104 Bosque da Saúde - Cuiabá-MT - 78050-000 comercial@expovarejo.com.br | Fone: (65) 3057-5200

Iguá Saneamento

Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

ABAV EXPO 2018 Conecta

ABAV EXPO 2018 Conecta
Av. Olavo Fontoura, 1209 - Portão 1 - Santana, São Paulo - SP E-mail: visit@abavexpo.com.br

terça-feira, 8 de maio de 2018

"Conselho de Comunicação sugere criação de observatório para coibir violência contra jornalistas"

Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional aprovou nesta segunda-feira (7) proposta que sugere a criação do Observatório da Violência Contra Comunicadores. Somente neste ano, dois jornalistas foram mortos no Brasil. E outros 41 casos de violência não letal contra comunicadores foram registrados. 
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Seminário:
Nesta segunda-feira, o conselho também discutiu as fake news; parecer sobre o tema deve ser votado em junho
Ao contrário da previsão inicial, a sugestão será de que o observatório fique vinculado ao Poder Executivo, e não ao Legislativo. “A questão da violência contra jornalistas e comunicadores implica na adoção de atitudes imediatas, como punição, mobilização de polícia e ações legais. O Executivo é quem tem os instrumentos para fazer isso”, explicou o conselheiro Davi Emerich, representante da sociedade civil e relator da proposta.
O observatório retoma uma sugestão já feita anteriormente em grupo de trabalho do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana.
A atuação do grupo deverá se dar em cooperação com o Ministério da Justiça e instituições da Organização das Nações Unidas (ONU).
Fake News
Outro ponto discutido na reunião desta segunda-feira foram as propostas em tramitação no Congresso que tratam das chamadas fakes news, notícias falsas que são divulgadas nas redes sociais e nos aplicativos de mensagens. 

“São treze projetos na Câmara e um no Senado que preveem, entre outros aspectos, uma tipificação penal para coibir a criação de fake news, notícias falsas usadas deliberadamente para difamar ou perturbar alguém”, destacou o conselheiro Miguel Matos, representante da sociedade civil e relator do tema.
O parecer sobre as fake news será discutido e votado na próxima reunião do Conselho de Comunicação Social, marcada para 4 de junho. O colegiado não vai sugerir a aprovação de nenhum projeto especificamente, mas propor diretrizes gerais que poderão ajudar no combate às notícias inverídicas.
Reportagem – Newton Araújo
Edição – Marcelo Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário