Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

"Prefeitura de Cuiabá - Trabalhando e cuidando da gente"

Todos juntos contra a dengue

domingo, 13 de maio de 2018

"DIA DAS MÃES: Durante gravidez, pré-natal odontológico auxilia no bem-estar da gestante e do bebê"

Os nove meses que antecedem o nascimento de um bebê podem ser de muita tranquilidade para a futura mamãe, principalmente se a gestante estiver em dia com o cirurgião-dentista. Ao contrário do que foi mitificado pela sociedade, mulheres grávidas podem passar por tratamentos odontológicos durante o período gestacional – o pré-natal odontológico, inclusive, garante o bem-estar da mãe e do bebê.Desde que sejam seguidos todos os protocolos de segurança, a odontologia fornece condição segura de atendimento em qualquer fase da gestação. “Nós, cirurgiões dentistas, estamos capacitados para administrar medicamentos e anestésicos específicos durante o período gestacional. Mesmo não existindo restrições quanto ao período, o segundo trimestre é considerado o melhor momento para a realização do tratamento odontológico durante a gravidez”, explica a cirurgiã-dentista Elaine Patrícia.
Também é importante que a gestante saiba que bons hábitos de higiene bucal e uma alimentação saudável são imprescindíveis para uma gravidez segura. Reduzir o consumo de açúcar, fazer a escovação correta após as refeições, usar o fio dental e o creme dental com flúor e manter o acompanhamento com o cirurgião-dentista são passos que tornarão a gestação mais tranquila em relação à saúde bucal.
MITO – Por mais que exista o esforço de parte dos cirurgiões-dentistas em desmitificar a ideia de que gestantes não devem passar por tratamento odontológico, também existem profissionais que sentem receio em atender mulheres grávidas.
Especialista em Saúde da Família, a doutora Elaine Patrícia explica que a odontologia para gestantes é um tema relativamente recente e que poucas faculdades de odontologia implantaram-no em suas grades curriculares. A cirurgiã-dentista também enfatiza que o medo, por parte do profissional, pode existir em razão de possíveis intercorrências que afetem a saúde da mãe ou do bebê.
“Há indícios de que alguns cirurgiões-dentistas compartilham deste temor e se recusam a prestar assistência odontológica às pacientes gestantes. É válido destacar que, caso o profissional se sinta inseguro no atendimento às gestantes, o ideal é fazer o encaminhamento da paciente para outro profissional que esteja preparado para realizar este atendimento”, pondera Elaine.
PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO – A especialista ainda ressalta que a saúde bucal é pouco contemplada nos programas de atenção à gestante. Algumas políticas de saúde, no entanto, apontam para a importância do atendimento odontológico no período gestacional.
O manual Técnico de Assistência Pré-natal, do Ministério da Saúde, faz referência ao atendimento odontológico como uma importante ação complementar da assistência à saúde da gestante. Na Agenda de Compromissos para a Saúde Integral da Criança, os cuidados com a saúde bucal de mulheres grávidas são citados como um dos primeiros passos para a saúde bucal da criança. E no programa Brasil Sorridente, a Equipe de Saúde da Família atua diretamente na realização do pré-natal, com orientações simples e rotineiras, no intuito de incentivar a gestante com o autocuidado.
“Percebe-se que a saúde bucal da gestante começa a se constituir em um componente da política de saúde, muito embora ainda tenha uma pequena inserção no cotidiano das práticas assistenciais da atenção básica”, avalia Elaine.
ZF PRESS

Nenhum comentário:

Postar um comentário