Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

Fale agora com a nossa equipe (61) 3035-8278

Fale agora com a nossa equipe (61) 3035-8278
Seguros com atendimento personalizado e vantagens que você só encontra aqui no SICOOB Credfaz

Conecte na ALMT

AJUDE ESTA CAUSA

AJUDE ESTA CAUSA
SANTA CASA DE CUIABÁ | (65) 3051-1946

Prefeitura Municipal de Rondonópolis

Prefeitura Municipal de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411-3500

sexta-feira, 27 de julho de 2018

"Projeto obriga o uso de repelentes naturais em estabelecimentos públicos"

Audiência pública sobre o PL 4559/16, que dispõe sobre o Reajuste Anual das Bolsas concedidas pelos órgãos federais de apoio e fomento à pós-graduação e pesquisa. Dep. Lobbe Neto (PSDB-SP)Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 9578/18 que exige que estabelecimentos públicos usem plantas aromáticas eficazes na prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, que transmite dengue, febre chikungunya e zika vírus. A ideia é reduzir o uso de produtos químicos.

Algumas espécies de plantas têm propriedade repelente, em maior ou menor grau de eficiência, como a arruda, a citronela, e o alecrim.

A medida alcança escolas, hospitais e demais estabelecimentos de atendimento ao público. Pelo texto, terão prioridade as espécies de plantas aromáticas existentes em cada região, conforme o custo e facilidade de implementação e manutenção.

O autor, deputado Lobbe Neto (PSDB-SP), observa que a além de baixos custos, a iniciativa tem a vantagem de ser menos tóxica e agressiva à natureza e as pessoas, se comparada aos inseticidas sintéticos.

“Isso teria alguns efeitos benéficos: proteção da população nestes locais, a divulgação desta propriedade das plantas, e difusão do conhecimento sobre as plantas nativas da região’, reforçou o parlamentar.

Tramitação
A proposta será analisada de forma conclusiva pelas comissões de Seguridade Social e Família e Constituição e Justiça e de Cidadania.
Reportagem – Emanuelle Brasil
Edição – Rachel Librelon

Nenhum comentário:

Postar um comentário